Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Aposentado de 54 anos, tio é acusado de abusar sexualmente de sobrinha de quatro anos

GERALDO DIAS NETTO | 19/06/2018 | 21:21

Um aposentado de 54 anos, morador no Jardim América, em Várzea Paulista, foi preso por descumprir medida protetiva determinando distância da irmã, de Jundiaí, de pelo menos 100 metros. Ele também foi indiciado por estupro de vulnerável, acusado de abusar da própria sobrinha, de quatro anos, por diversas vezes em 2017. O aposentado, que não terá o nome divulgado para não identificar a menina, foi conduzido à Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Jundiaí, coordenada pela delegada Maria Beatriz Curio de Carvalho. Considerada uma das policiais mais experientes no combate a crimes sexuais e contra crianças e mulheres, a titular da especializada foi a responsável por instaurar o inquérito de estupro de vulnerável contra o acusado, que pode agora ser condenado a uma pena de até 15 anos de reclusão.

De acordo com a investigadora-chefe da DDM, Lilian Picchi, os irmãos se desentendem há algum tempo por conta de uma herança, sendo a casa em que vive a mulher um dos bens deixados aos sucessores. Por conta das constantes brigas, uma medida protetiva foi decretada pelo Poder Judiciário em favor da mulher, que tem 42 anos e trabalha como técnica em enfermagem, ordenando que o aposentado mantivesse distância de 100 metros da parente. Por conta do descumprimento da ordem judicial, ele foi detido por guardas municipais na tarde de segunda-feira (18) e levado à DDM, onde foi qualificado pela equipe de escrivães (Danilo e Silvana), explicou Lilian.

Segundo a investigadora-chefe, ao chegar na unidade, policiais de sua equipe (Andrea, Fernanda e Fátima), com apoio do GM Beloni, apuraram que o aposentado também havia sido acusado de abusar sexualmente da sobrinha, uma menina de quatro anos, filha da irmã com quem trava uma disputa pela herança. Pelo inquérito instaurado, apuraram que a denúncia havia sido feita em julho do ano passado, após a criança perguntar à mãe se o tio era “cachorro” ou se ela era “sorvete”, dando a entender que o parente praticava sexo oral na própria sobrinha.

Já a mãe explicou que seu irmão, anteriormente, saía bastante com a menina para passear, e que um dia foi surpreendida com a chegada de policiais em sua casa, que traziam o parente detido, dizendo tê-lo flagrado entrando no mato e baixando a calcinha da criança. À época, disse a mulher, os policiais a orientaram a entrar em casa e analisar a filha, e foram embora após ela conversar com a filha e a menina dizer que o tio estava apenas brincando. Somente com o passar dos dias é que a própria criança teria contado aos avós sobre os abusos do tio.DELEGACIA DA MULHER DDM


Leia mais sobre | | | | |
Link original: https://www.jj.com.br/policia/aposentado-de-54-anos-tio-e-acusado-de-abusar-sexualmente-de-sobrinha-de-quatro-anos/
Desenvolvido por CIJUN