Polícia

Polícia prende bandido acusado de matar PM durante ataques do PCC em Jundiaí

matador
Crédito: Reprodução/Internet
Um criminoso integrante do Primeiro Comando da Capital (PCC), suspeito de ter participado de um atentado contra dois policiais militares do 11º Batalhão em 2006, durante os ataques da facção a forças policiais em todo o estado, resultando na morte de um dos PMs e na aposentadoria do outro - por causa das sequelas causadas pelos diversos tiros que tomou -, foi preso por tráfico de drogas na noite desta terça-feira (5) no bairro Novo Horizonte, em Jundiaí. 25 PMs, além de viaturas da Guarda Municipal de Jundiaí e Cabreúva participaram da ocorrência, que resultou também na prisão de outros três traficantes e na apreensão de 4 kg de pasta base de cocaína, além de várias porções já prontas para a comercialização. Segundo informações de policiais militares, o 1° sargento Delgemo levantou a informação de que um veículo branco estaria trazendo drogas da região de Campinas para Cabreúva. Viaturas de Comandante de Pelotão, Comando de Força Patrulha e Comando de Grupo Patrulha 3 realizaram breve planejamento e as equipes de serviço da 2ª Cia iniciaram patrulhamento nas principais vias de acesso à cidade. Na avenida Henrique Brunini a equipe do Comando Força Patrulha visualizou o alvo que, ao perceber a viatura, empreendeu fuga. Pelo caminho o motorista jogava vários objetos pela janela, mas acabou abordado pouco depois, com drogas no veículo. No caminho por onde ele fugiu, uma área de mata, com apoio das equipes da 2ª Cia de Jundiaí e do Canil da Guarda Municipal de Jundiaí foram localizados dois "tijolos" de pasta base de cocaína, que haviam sido dispensados por ele. Após breve entrevista com o preso, se utilizando de técnicas policiais de interrogatório, os PMs conseguiram que o responsável pelos entorpecentes informasse a residência onde havia deixado parte das drogas que trouxe de Campinas. Os policiais se deslocaram até a casa indicada por ele, no bairro Novo Horizonte, em Jundiaí. A residência, já conhecida pelos PMs por ser de um bandido que, com outros dois comparsas, teria matado um PM em 2006, foi cercada por vários agentes. Ele acabou se entregando e confessou que havia acabado de receber pasta base de cocaína e que estava guardada dentro da sua casa, mostrando o local onde a escondia e também o dinheiro proveniente do tráfico, aproximadamente R$ 4 mil. O infrator responsável pelo transporte das drogas ainda indicou uma segunda residência onde entregava entorpecentes na cidade de Cabreúva. Outras equipes então foram para este local e a casa foi cercada. Foi visualizado um homem jogando uma sacola pela janela em um terreno baldio. Ao perceber que não teria para onde correr, ele se entregou. Constatamos que a sacola que ele jogou pela janela continha porções de maconha e cocaína prontas para venda. O k-9 da GM de Cabreúva foi utilizado a fim de localizar mais drogas, porém na residência não havia mais entorpecentes. Os quatro bandidos, as drogas e o dinheiro foram apresentados na Delegacia de Investigação sobre Entorpecentes (Dise) de Jundiaí, onde todos permaneceram à disposição da Justiça. Participaram da ocorrência Comando de Grupo Patrulha 3: 1° sargento Delgemo e soldados Jonatas e Renato. Comando de Força Patrulha: 2° tenente Marcelo e soldados Bruno Dias e Campos. Comando de Pelotão: 1° tenente Iuri e soldado Bernardelli. Sub tenente Bedani, cabo Monteiro, soldado Magalhães, cabo Oliveira, soldado Maykon, soldado Lima, soldado Serafim, cabo Vaz, cabo Rony, soldado Felype, soldado Cleverson, soldado Oliveira Silva, cabo Belasco, soldado Giacomin, cabo Marcondes Leal, soldado Gabriel, cabo Sousa, soldado Evandro, e guardas municipais de Jundiaí e Cabreuva.

Notícias relevantes: