Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Briga após bebedeira termina em assassinato a pauladas em Itupeva

GERALDO DIAS NETTO | 01/10/2018 | 21:03

Um morador de rua de 36 anos foi preso em flagrante na manhã desta segunda-feira (01), em Itupeva, acusado de assassinar um desafeto de 58 anos, atacando-o com golpes de madeira na avenida Emílio Chechinato, no Jardim Buriti. Ele foi autuado pelo delegado Adalberto Ceolin, chefe da Polícia Civil do município, que coordenou as investigações que levaram à sua identificação.

Carlos Roberto dos Santos foi morto em frente de casa. Ele tinha um grave ferimento na cabeça, lesões em outras partes do corpo e foi encontrado por um agente de trânsito, que acionou a Guarda Municipal. Já o autor do crime, que o confessou ao delegado Ceolin, foi localizado e preso após o setor de inteligência da Delegacia de Itupeva encontrar testemunhas que possibilitaram sua identificação.

Carlos Alberto Navarro é natural de Corumbá, em Mato Grosso do Sul, e assassinou o desafeto após briga por conta de “bebedeira”, informaram as testemunhas, conhecidas dos dois homens. Depois do ataque, ele fugiu, mas teve as características passadas à Polícia Civil, que montou uma ação para prendê-lo, sob a supervisão do delgado Ceolin e com apoio da Guarda Municipal

Ceolin, por sua vez, o autuou por homicídio qualificado consumado, destacando no documento policial o motivo fútil pelo qual o crime foi cometido. O delegado também representou ainda pela decretação da prisão preventiva de Navarro, ordenando sua recolha no Centro de Triagem de Campo Limpo Paulista à disposição do Poder Judiciário.

Pelo crime, o morador de rua pode receber uma pena de seis a vinte anos de reclusão. O delito está previsto no artigo 121 do Código Penal e é considerado hediondo.

Grávida
Já em Jarinu, uma mulher ainda não identificada foi encontrada morta às margens de um córrego na Estrada Juvenal de Souza, no bairro do Bom Retiro. Seu corpo foi resgatado pelo Corpo de Bombeiros na tarde de domingo (30) e, segundo peritos do Instituto de Criminalística (IC), se tratava possivelmente de uma grávida.

Aparentemente, nenhum sinal de violência foi encontrado no cadáver, que estava enrolado em um lençol azul. Análise mais detalhada, no entanto, encontrou um ferimento na nuca e o nariz fraturado, observando a perícia que o abdome da mulher estava “elevado”, o que indicaria que ela estava grávida no momento da morte.

O caso foi registrado como homicídio consumado. De acordo com a polícia, trata-se de uma mulher com idade entre 20 e 30 anos, de cor parada, que trajava uma calça jeans e uma blusa preta. Por determinação do delegado Victor Oliveira Paula, o cadáver foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Jundiaí para passar por exame necroscópico que constate a ocorrência de possível abuso sexual e de gestação, além de análise toxicológica e permanência no órgão até identificação da vítima.

T_RFEWFAESFESF


Link original: https://www.jj.com.br/policia/briga-apos-bebedeira-termina-em-assassinato-a-pauladas-em-itupeva/
Desenvolvido por CIJUN