Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Caso de PM tramita em sigilo de justiça

| 01/10/2014 | 00:01

Um cabo da Polícia Militar de Jundiaí foi preso pela Polícia Civil na última sexta-feira, acusado de estupros e roubos. Pelo menos oito vítimas já teriam reconhecido o autor até segunda-feira, mas o caso tramita em segredo de justiça e deve terminar de ser investigado pela própria PM. Nem o 5º Distrito Policial de Jundiaí, nem a Delegacia Seccional ou a Polícia Militar quiseram comentar o fato.

Segundo consta, o suspeito atuava principalmente nos bairros Retiro, Jardim Novo Horizonte e Eloy Chaves. Todas as vítimas descreveram os mesmos detalhes: um homem branco, que dirigia um Corsa prata e as abordava armado. Depois de rendê-las, ele as levava para um local de pouca movimentação, como uma estrada de terra, e as violentava. O veículo foi levado ontem para a elaboração da perícia.

O cabo, que atuava como guarda do 11º Batalhão de Polícia Militar do Interior, no bairro Anhangabaú, está preso preventivamente. Ele já respondia em liberdade por roubo, crime pelo qual foi preso em flagrante em fevereiro deste ano, pela Guarda Municipal de Jundiaí. Ele teria roubado celulares de travestis e prostitutas.

Mais informações na edição impressa do Jornal de Jundiaí desta quarta-feira (01) ou faça uma assinatura digital.


Link original: https://www.jj.com.br/policia/caso-de-pm-tramita-em-sigilo-de-justica/
Desenvolvido por CIJUN