Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Criminoso baiano pede cela especial em Jundiaí por estar jurado de morte pelo PCC

Fábio Estevam | 23/01/2020 | 21:01

Policiais civis da 25ª Coordenadoria de Polícia Civil de Euclides da Cunha, na Bahia, comemoraram na fanpage oficial do distrito na noite de quarta-feira (22) a prisão de um dos criminosos mais perigosos da região e do estado, ocorrida no bairro Água Doce, em Jundiaí. O criminoso, tido como um dos principais líderes da facção criminosa Katiara – que atua no estado baiano -, era procurado por homicídio e foi capturado por policiais militares da Força Tática do 11º Batalhão. O detido confessou a sua relação com a facção criminosa baiana e solicitou que seja mantido em cela segura, pois havia fugido de Euclides da Cunha para Jundiaí, pois estava jurado de morte pelo Primeiro Comando da Capital (PCC).

Os PMs realizavam patrulhamento pelo bairro Água Doce quando foram alertados por moradores sobre a presença de pessoas em atitude suspeita pelo bairro. Os policiais foram até o local indicado e abordaram algumas pessoas.

Durante revista pessoal nada de ilícito foi encontrado com eles e todos os documentos estavam aparentemente em ordem. Porém, ainda havia algumas divergências na versão de um dos abordados. Segundo o homem, ele estava em Jundiaí procurando trabalho, mas não havia trazido consigo a carteira de trabalho da Bahia. Os PMs desconfiaram e passaram a realizar buscas em sites pelos crimes mais comuns praticados por foragidos da Justiça, nome da cidade e do abordado, sendo localizada uma foto que era condizente com o detido, apontando como sendo um dos criminosos mais procurados da Bahia.

Realizado contato com a Polícia Civil de Euclides da Cunha, os investigadores subsidiaram os PMs com informações sobre o criminoso, inclusive, revelando que o detido é um dos chefes da Katiara, uma facção extremamente violenta com as suas vítimas. Ele, que tem 26 anos, possuí pedido de prisão em aberto pelo crime de homicídio e ainda é investigado por dezenas de outras mortes, algumas com mutilações e decapitação. Ele também é considerado de extrema periculosidade e aterrorizava a população pela violência que agia no norte do sertão baiano.

Diante da quantidade de informações, o criminoso foi conduzido ao Plantão Policial de Jundiaí, onde foram realizadas mais pesquisas e confirmadas todas as informações anteriores, sendo elaborado boletim de ocorrência sobre a captura de procurado, permanecendo à disposição da Justiça.


Leia mais sobre |
Link original: https://www.jj.com.br/policia/criminoso-baiano-pede-cela-especial-em-jundiai-por-estar-jurado-de-morte-pelo-pcc/
Desenvolvido por CIJUN