Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Criminosos continuam a atacar motoristas em rodovias da Região

GERALDO DIAS NETTO - gnetto@jj.com.br | 09/03/2018 | 19:13

Apesar da ligeira redução no número de roubos de carga em Jundiaí na comparação entre os meses de janeiro deste ano e de 2017, ataques a caminhoneiros continuam causando prejuízo a empresas de transportes que utilizam as rodovias da Região. Nos últimos dias, pelo menos um roubo e um furto de caminhão e cargas foram registrados pela polícia local, que anotou nove casos no primeiro mês deste ano, contra 10 no mesmo período de 2017. No recente roubo da carga, um motorista chegou a ser feito refém e passou horas em poder de criminosos, que o libertaram apenas na manhã de ontem. Além da carga transportada, de açúcar e avaliada em R$ 33 mil, uma carreta Scania, ano 1993, foi levada junto com o reboque, ano 2008, da marca Guerra.

Também anteontem, outro motorista teve uma carga de carne furtada ao parar para dormir em um posto de serviços na rodovia dos Bandeirantes, mesma estrada onde o roubo de açúcar foi praticado. Segundo ele, desconhecidos violaram o lacre do baú e retiraram 46 caixas de picanha, 24 caixas de fraldinha, 15 caixas de contra-filé, além de 11 caixas de alcatra. No total, quase duas toneladas de carne foram furtadas, explicou o motorista durante o registro do boletim de ocorrência. Segundo ele, o destino dos alimentos era uma empresa localizada em São Paulo, para onde seguiria no dia seguinte.

Roubo
Conforme explicou o motorista feito refém durante o assalto, criminosos usaram um veículo EcoSport e outro de cor prata, cujo modelo não conseguiu perceber. Ao parar na rodovia dos Bandeirantes em razão de o motor de sua Scania ter esquentado, foi abordado pelos bandidos, que o colocaram em um dos carros, enquanto um comparsa assumiu a direção do utilitário. Ele afirmou ter rodado por cerca de três horas no banco traseiro do automóvel, até ser levado a uma estrada de terra, onde permaneceu por mais duas horas e meia. De lá, foi levado à rodovia, ficando por mais tempo sob a ameaça de uma arma de fogo. Apenas durante a manhã de ontem é que foi libertado, a pé, quando então pôde registrar o boletim de ocorrência. Segundo ele, a mercadoria tinha como destino o Porto de Santos e havia sido carregada no município de Pitangueiras, a 369 km da capital paulista. Ambos os casos foram encaminhados para apuração pela Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Jundiaí. De acordo com o investigador-chefe da unidade, Almir de Oliveira, uma equipe, a Apolo 3 (Gigio e Júlio), foi designada para investigá-los, sob a coordenação do delegado titular, Luís Carlos Duarte.

Números
Conforme dados da Secretaria de Segurança Pública (SSP), responsável pelas estatísticas criminais de todo o Estado de São Paulo, janeiro de 2016 apresentou queda de 42,8% na comparação com o mesmo período de 2015. Janeiro de 2017, no entanto, veio com aumento de 150% na quantidade de tal modalidade criminosa, uma vez que 10 boletins de ocorrência foram elaborados naquele mês. No próximo dia 25, a SSP deve divulgar as estatísticas de Jundiaí referentes a fevereiro passado.


Link original: https://www.jj.com.br/policia/criminosos-continuam-a-atacar-motoristas-em-rodovias-da-regiao/
Desenvolvido por CIJUN