Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

DIG identifica mais dois corpos em ‘cemitério’

FABIO ESTEVAM | 01/08/2019 | 08:13

A Polícia Civil já tem a identidade das outras duas vítimas encontradas em um cemitério clandestino na última segunda-feira (29), em um terreno que fica às margens do Rio Jundiaí, no Bairro Engordadouro. Ambos são de Goiás. Um deles, Gabriel Pereira dos Santos, de 21 anos, era fugitivo da cadeia e estava sendo procurado. A quarta vítima terá o nome divulgado somente hoje, depois que a família fizer o reconhecimento do corpo.

Na última terça-feira (30) o delegado da DIG (Delegacia de Investigações Gerais) de Jundiaí, Carlos Eduardo Barbosa já havia divulgado a identidade dos dois primeiros corpos; Willian Adão, de 36 anos, morador em Cosmópolis, e Cláudio Dias de Morais, 48, morador em Jarinu, são as vítimas já reconhecidas. Willian, inclusive, estava com documentos pessoais no bolso. A polícia descobriu que ele tinha passagens pelos crimes de tráfico de drogas, roubo e porte ilegal de arma. Cláudio, por sua vez, tinha passagens por tráfico e porte ilegal de munição restrita.

“O próximo passo é tentar saber se eles têm ligação um com o outro, por que foram enterrados aqui na cidade, se foram mortos no local ou trazidos apenas para serem enterrados, quem matou e o que motivou os crimes”, salienta o delegado.

O que se sabe é que, além da ficha criminal (todos têm passagem), eles também tinham tatuagens que, para a polícia, simbolizam envolvimento com o crime, como por exemplo, tipos de crimes cometidos e possivelmente envolvimento com facções criminosas.

Cães farejadores

Conforme antecipado na edição de ontem pelo Jornal de Jundiaí, Barbosa solicitou ajuda de cães farejadores da Guarda Civil Metropolitana, da capital, especializados na busca por cadáveres. Os cães, contudo, só serão disponibilizados na manhã do próximo dia 9 de agosto. O delegado conta que chegou a tentar antecipar a vinda dos animais, mas foi informado que é necessário esperar a descontaminação do terreno. “A terra foi toda mexida e com isso os cães poderão ter dificuldade para encontrar caso haja novos corpos”.

O caso

Na última segunda-feira (29) funcionários da DAE trabalhavam na manutenção de tubulações quando suspeitaram de que havia um corpo enterrado no local. A Guarda Municipal foi acionada e a primeira equipe confirmou a existência de um corpo. A Polícia Civil e o Corpo de Bombeiros também foram chamados. Ao escavarem um segundo ponto no mesmo terreno os bombeiros descobriram mais três corpos numa mesma cova, todos com pés a mãos amarrados e vendados. A equipe do delegado Barbosa trabalha com várias frentes de investigação, uma delas a que as vítimas possam ter sido alvo de um “tribunal do crime”.

Identificação dos corpos começou na terça-feira e prosseguiu ontem


Leia mais sobre |
Link original: https://www.jj.com.br/policia/dig-identifica-mais-dois-corpos-em-cemiterio/
Desenvolvido por CIJUN