Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

CASO CADU: Delegado vai intimar PMs para serem ouvidos na próxima semana

Fábio Estevam | 16/01/2020 | 17:34

O delegado titular da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Jundiaí, Josias Guimarães vai intimar na próxima semana os três PMs suspeitos de envolvimento no desaparecimento de Carlos Eduardo dos Santos, o Cadu, de 20 anos. Ele teria sido levado por policiais do Jardim São Camilo no dia 27 de dezembro do ano passado e desde então não foi mais visto.

A informação foi confirmada há pouco por Guimarães à reportagem do Jornal de Jundiaí. “O de praxe seria interrogar os suspeitos após acusações oficiais mediante depoimento. Como as testemunhas realmente não colaboraram, vou requisitar ouvir os PMs nesta próxima semana”, disse ele.

À Corregedoria da Polícia Militar, os suspeitos negaram serem responsáveis pelo desaparecimento. Entretanto, a equipe de investigação da corporação tem ido a locais apontados pelo GPS da viatura usada no dia e horário dos fatos, para tentar localizar Cadu, seja vivo ou morto.

Hoje (16) pela manhã, porém foi a vez de investigadores da DIG, apoiados por cães farejadores da Guarda Municipal de Itupeva, irem a um local no bairro Campo Largo, em Jarinu, onde segundo denúncias anônimas feitas à Polícia Civil, estaria enterrado o corpo de Cadu. “Mais uma vez não foi confirmado, entendemos ser mais uma informação falsa, algo que tem nos prejudicado durante essas investigações”, comentou Josias Guimarães.

O caso
Segundo o que vem sendo apurado pela Corregedoria da PM e também a DIG, Carlos Eduardo estaria com quatro amigos em um bar no Jardim São Camilo no dia 27, quando por volta de 15 horas uma viatura de Força Tática parou. Os PMs teriam desembarcado e efetuado uma abordagem. Três dos averiguados foram liberados pouco tempo depois, sendo Cadu, o único a ser algemado e colocado dentro da viatura. Populares viram e denunciaram apenas à imprensa, o ocorrido. Mas até o momento, nenhuma testemunha procurou a Polícia Civil para prestar depoimento, com medo de represálias.

De acordo com Josias Guimarães, “testemunhas que quiserem colaborar com as investigações terão seus nomes em sigilo, inclusive para advogados das partes, ficando restritos apenas ao juiz”.


Leia mais sobre | | | | |
Link original: https://www.jj.com.br/policia/dig-pedira-para-ouvir-pms-do-caso-cadu-na-proxima-semana/
Desenvolvido por CIJUN