Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

DIG prende autônomo por venda de cigarros trazidos do Paraguai

GERALDO DIAS NETTO - gnetto@jj.com.br | 01/03/2018 | 20:38

Um autônomo de 54 anos, morador na Vila Esperança, em Jundiaí, foi preso pela venda de cigarros do Paraguai. Ele foi preso em casa, após policiais da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) se passarem por compradores. Mais de mil maços de cigarros foram encontrados no imóvel, que está localizado na rua Guilherme Augusto Baad. O material estava armazenado embaixo da cama do morador, que foi autuado em flagrante por descaminho. De acordo com a equipe Apolo 3 (Gigio e Júlio), responsável pela ação, inúmeras denúncias sobre a venda ilegal foram feitas à DIG. “As denúncias deram conta de que bastava chegar no portão e pedir a quantidade de cigarros: um maço, um pacote, três pacotes”, comentou o policial Gigio.

Ao prestar depoimento, o morador disse saber que o que fazia era ilegal, mas, por estar desempregado, resolveu arriscar. Para tanto, foi até um local em São Paulo – não informou o endereço exato – e adquiriu os cigarros do Paraguai, trazendo-os para casa para revender. “De pronto foi verificado que as caixas continham o selo paraguaio de produção e que tal marca se enquadra na lista de produtos restringidos pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância), conforme resolução que data de 2007”, explicou o policial Teixeira, que responde interinamente pela chefia do setor de investigações da DIG. Ao analisar os fatos, o delegado Ruiter Martins decidiu autuar o autônomo em flagrante e arbitrar fiança em valor equivalente a um salário mínimo (R$ 954,00). Como a quantia foi paga, ele foi colocado em liberdade. Previsto no artigo 334 do Código Penal, o crime de descaminho tem pena de um a quatro anos de reclusão, que pode dobrar caso seja praticado por meio de transporte aéreo.


Link original: https://www.jj.com.br/policia/dig-prende-autonomo-por-venda-de-cigarros-trazidos-do-paraguai/
Desenvolvido por CIJUN