Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Ausência de presos na audiência de custódia muda rotina do Centro de Triagem

Fábio Estevam | 09/04/2020 | 18:05

A medida adotada pelo poder judiciário de suspender a presença dos presos em flagrante na audiência de custódia, logo no início de todo o processo da quarentena determinada pelo Governo Estadual, provocou mudanças no cotidiano do Centro de Triagem de Presos de Campo Limpo Paulista. Segundo o diretor da unidade, delegado Adalberto Ceolin, as audiências seguem ocorrendo, porém virtualmente e os presos continuam sendo encaminhados ao Centro de Detenção Provisória (CDP) de Jundiaí.

O diretor do Centro de Triagem e também delegado titular da Delegacia de Campo Paulista explicou que os presos aguardam decisão do judiciário no Centro de Triagem ao invés de irem diante do juiz no Fórum de  Jundiaí. “Os papeis do flagrante são encaminhados ao Ministério Público e ao Judiciário, que analisam o caso, enquanto o preso permanece conosco. Aí uma das opções é o juiz pode decidir pela conversão da prisão em flagrante em preventiva. Nesse caso nós o levamos para o IML (Instituto Médico Legal), para o exame de corpo de delito, e posteriormente ao CDP”, comentou.

A outra opção de decisão que o juiz tem é de conceder ao preso em flagrante a liberdade provisória, para aguardar o processo em liberdade. “Nesse caso sai o alvará de soltura e ele é liberado aqui mesmo do Centro de Triagem “, explicou Ceolin.

Até que esse modelo emergencial de audiência de custódia via online funcionasse perfeitamente, Ceolin disse que foram necessárias alguns ajustes. “Nos primeiros dias houve algum problema, pois acabamos ficando com presos aqui por alguns dias antes de serem transferidos. Mas logo a situação foi normalizada e tudo está funcionando na mais absoluta ordem. Foi uma questão de adaptação mesmo, algo normal diante de uma medida emergencial”.

A capacidade no Centro de Triagem é de 45 presos e, segundo Ceolin, “não existe uma média de detentos que são encaminhados para cá, porque é algo muito variado, já que recebemos essas pessoas de nove cidades que respondem à Delegacia Seccional de Jundiaí. Posso de um dia para o outro ter um aumento de 20 presos. Por isso é importante que essa engrenagem (prisão em flagrante/audiência de custódia/encaminhamento ao CDP ou liberdade) funcione bem, para que o Centro de Triagem também funcione. E está tudo em ordem”.

 


Link original: https://www.jj.com.br/policia/diretor-do-centro-de-triagem-cogitou-pedir-interdicao-da-unidade/
Desenvolvido por CIJUN