Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Dise apreendeu 137 quilos de drogas desde janeiro

COLABORAÇÃO DE FELIPE CARDOSO | 03/05/2019 | 05:03

Apesar do grande número de apreensões nas últimas semanas, a quantidade de drogas apreendidas em Jundiaí vem caindo em comparação com o ano passado. De acordo com a Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (Dise) de Jundiaí, de janeiro a abril de 2018 foram realizadas operações que resultaram em um total de 212,87 quilos de drogas apreendidas, entre maconha, cocaína, crack, ecstasy, LSD e lança-perfume. No mesmo período deste ano, foram 137,19 quilos de drogas apreendidas, apresentando uma queda de 35,54% em relação ao ano passado.

Segundo o delegado da Dise, Antônio Seleguin, operações realizadas e concluídas com sucesso anteriormente refletem na queda desses números. “Desarticulamos quadrilhas do tráfico de drogas que agiam há algum tempo na região, o que demandou meses de investigações, resultando em uma menor quantidade de drogas apreendidas neste quadrimestre, em relação ao mesmo período de 2018”, avalia.

Além da queda nos números de apreensões no ano, outro fato que chama a atenção é que nos últimos dois meses a quantidade de drogas apreendidas aumentou consideravelmente. O ano começou com 36,91 quilos apreendidos em janeiro, já em fevereiro os números baixaram para 7,71 quilos apreendidos entre todas as drogas citadas anteriormente, mas em março já subiu para 40,65 quilos e em abril para 51,90 quilos.

Em 2018, os primeiros quatro meses do ano tiveram uma quantidade muito maior de drogas apreendidas, como os 76,95 quilos de janeiros, 43,71 quilos de fevereiro, 25,34 quilos de março e os 66,85 quilos apreendidos em abril.

Na opinião do delegado, são números positivamente significativos, uma que os criminosos mudam os locais em que costumavam praticar o tráfico e armazenar as drogas, exigindo da Dise novas investigações. “Os traficantes estão preferindo descentralizar o armazenamento das drogas, evitando altos prejuízos com as apreensões”, explica.

O objetivo da Dise com as operações, de acordo com Seleguin, não é o volume de drogas que serão apreendidas. “Nem sempre a quantidade de drogas apreendidas representa a importância de uma investigação, mas sim o seu resultado como um todo e o grau de dificuldade para as prisões”, explica o delegado.

T_T_Maconha


Link original: https://www.jj.com.br/policia/dise-apreendeu-137-quilos-de-drogas-desde-janeiro/
Desenvolvido por CIJUN