Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Em 2018, acidentes de trânsito mataram 66 em Jundiaí

DA REPORTAGEM LOCAL | 23/01/2019 | 05:00

De acordo com dados do Movimento Paulista de Segurança no Trânsito (Infosiga) divulgados nessa segunda-feira (21), 66 pessoas morreram em acidentes de trânsito em Jundiaí em 2018, somando as mortes nas vias municipais e rodovias. “É um número muito alto e temos trabalhado intensamente para reduzi-lo com ações de educação e engenharia, como, por exemplo, a implantação de sinalização em todas as regiões da cidade. Agora vamos intensificar o trabalho de fiscalização para coibir acidentes e diminuir as mortes, salvando mais vidas”, comenta o gestor de Mobilidade e Transporte, Silvestre Ribeiro.

Desse total de vítimas fatais de 2018, 27 morreram em acidentes nas vias municipais, uma redução em relação às 32 mortes nas vias de responsabilidade do Município ocorridas em 2017. Em 2016, o número havia sido ainda maior, com 46 registros. “Há uma série de estudos que apontam a velocidade como principal fator de risco de mortes no trânsito. Por isso, medidas de controle, como os radares, são eficientes. Sabemos que o radar não evita acidentes, mas numa colisão entre veículos com velocidades reduzidas o risco de morte é menor para os envolvidos”, destaca o diretor de Trânsito da UGMT, Wlamir Lopes da Costa.

No fim do ano passado, a Prefeitura contratou um estudo para identificar pontos críticos que carecem de fiscalização na cidade, atendendo a uma exigência do Conselho Nacional de Trânsito (Contran). Segundo Silvestre, a empresa apresentou o relatório, que agora está sob análise na UGMT. “O estudo aponta a necessidade de fiscalização, especialmente, no sistema viário principal da cidade, que é onde se concentra o maior número de acidentes. Estamos analisando detalhadamente para verificar se há necessidade de fazer alguma alteração”, diz o gestor.

Apesar de 66 ainda ser um número elevado de mortes no trânsito para uma cidade do porte de Jundiaí, os dados do Infosiga mostram queda de 31,25% na comparação com 2017, que registrou 96 vítimas fatais (rodovias e vias municipais). “É importante mencionar, no entanto, que o dado de 2018 pode sofrer alteração porque o Infosiga atualiza o relatório caso alguma pessoa venha a falecer no hospital posteriormente ao acidente”, completa Silvestre.

T_sinalização


Link original: https://www.jj.com.br/policia/em-2018-acidentes-de-transito-mataram-66-em-jundiai/
Desenvolvido por CIJUN