Polícia

Falso policial civil é pego pela Força Tática


Segundo a Polícia Militar, homem não tinha porte para trafegar com arma
Crédito: Reprodução/Internet
Um homem de 44 anos foi preso pela Polícia Militar em Itupeva ao ser surpreendido portando uma arma de fogo municiada, com três carregadores. Ele também utilizava uma roupa semelhante à da Polícia Civil do Estado de São Paulo, incluindo calça tática e coturno, e estava em um veículo com sinal luminoso semelhante a de viaturas policiais. A abordagem foi feita por uma equipe (sargento Toledo e soldados Keidiel, Marcondes e Gileno) da Força Tática do 11º Batalhão, que fazia patrulhamento nas proximidades do shopping Serra Azul com o objetivo de coibir roubos de veículos e carga e desconfiou do motorista de um automóvel Ford, modelo Fusion. [caption id="attachment_20073" align="alignright" width="300"]Pelos aparatos, tudo levava a crer que abordado pela PM fosse policial civil Pelos aparatos, tudo levava a crer que abordado pela PM fosse policial civil[/caption] De acordo com o capitão Augusto José Martinelli, coordenador da Força Tática do batalhão, foi perguntado ao homem, identificado pela PM como P.S.R., se ele era Policial Civil, o que respondeu que não. Não explicou, no entanto, por qual motivo estava com roupas semelhantes à da polícia, a razão de estar armado, sem porte, ou por que utilizava sinal luminoso em seu carro. Conforme explicou o oficial da Polícia Militar, tem-se percebido, ultimamente, o uso por criminosos de fardamento da polícia para abordagem a motoristas em estradas, com o objetivo de enganá-los e, então, fazê-los parar caminhões carregados para o roubo da carga. Ele afirmou que a possibilidade de o homem detido fazer parte de esquema semelhante não foi verificado, a princípio, pela equipe de Força Tática, que apresentou o caso para apuração da Polícia Civil. Na delegacia de Itupeva, para onde o acusado foi mandado, foi elaborado um auto de prisão em flagrante por porte ilegal de arma de fogo. Não foi informado se ele chegou a ter fiança arbitrada pelo delegado responsável pela unidade [caption id="attachment_20078" align="alignleft" width="300"]Segundo a Polícia Militar, homem não tinha porte para trafegar com arma Segundo a Polícia Militar, homem não tinha porte para trafegar com arma[/caption]

Notícias relevantes: