Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Furtos de carros crescem em seis dos nove municípios da Região

geraldo dias neto | 13/04/2018 | 20:52

Apesar da queda de praticamente todos os índices criminais nas nove cidades compreendidas pela Delegacia Seccional de Jundiaí, furtos de veículos ainda deixam a polícia em alerta pelo aumento verificado em seis dos municípios na comparação entre os dois primeiros meses deste ano com o mesmo período de 2017.

Conforme dados divulgados pela Secretaria de Segurança Pública (SSP), apenas Jundiaí, Itupeva e Morungaba tiveram queda na quantidade de registros policiais de furto de veículo. De acordo com as estatísticas, 102 boletins de ocorrência foram anotados em Jundiaí no período de 2018, contra 138 em 2017 (queda de 26%).

Delegado lembrou de caso criminoso descoberto recentemente pela DIG de Jundiaí em que dono jogou veículo em lagoa para receber dinheiro do seguro

Delegado lembrou de caso criminoso descoberto recentemente pela DIG de Jundiaí em que dono jogou veículo em lagoa para receber dinheiro do seguro

Itupeva, por sua vez, apresentou queda de 46% no número de furtos de automóveis, passando de 13 para sete, enquanto Morungaba, com quatro casos nos dois primeiros meses do ano passado, não anotou nenhum boletim de ocorrência no período deste ano.

Aumento
Um total de 40 casos de furtos de veículos foi registrado pela polícia de Várzea Paulista até o final de fevereiro deste ano. A quantidade é 53,8% maior que a verificada no período de 2017, quando 26 boletins de ocorrência foram anotados.

Já em Campo Limpo Paulista, 30 casos foram registrados entre janeiro e fevereiro de 2018, contra 28 no ano passado, resultando em um aumento de 7,1%. Itatiba, por sua vez, registrou o aumento no número de furtos de veículos mais expressivos, de 138,4%, subindo de 13 casos em 2017 para 31 neste ano.

Mais números
Segundo a SSP, Louveira teve aumento de 100%, passando de dois para quatro casos, enquanto Jarinu subiu de três para cinco ocorrências na comparação dos períodos. Cabreúva, com sete casos na soma de janeiro e fevereiro deste ano, teve aumento de 133,3%, já que três boletins foram contabilizados pela polícia nos dois primeiros meses de 2017.

Desleixo
Crime de difícil elucidação, uma vez que é praticado sem que a vítima perceba, o furto é previsto pelo artigo 155 do Código Penal, com pena estipulada de um a quatro anos de reclusão.

Quando qualificado, é inafiançável e tem pena prevista de dois a oito anos. Conforme dispõe o Código Penal, uma das qualificadoras é a ação de duas ou mais pessoas para o cometimento do crime.

Delegado titular de Várzea Paulista, Marcel Fehr destacou, no caso de furtos de veículos, a atenção dos donos com a segurança de seu bem é bastante importante. “A segurança pública é um direito e, ao mesmo tempo, um dever do cidadão. Ou seja, o cidadão não pode relegar toda a responsabilidade para evitar a consumação de um crime às forças de segurança. Ele deve fazer sua parte para colaborar, de alguma maneira, para evitar que o delito se consuma”, observou.

O delegado também comentou sobre o desleixo de alguns proprietários com seus veículos, principalmente por estarem no seguro. “Muitas vezes, as vítimas não se preocupam tanto em se acautelar, pois grande parcela dos automóveis está segurada. Em alguns casos, inclusive, as apólices permitem o recebimento de um bônus de 10% do valor da tabela”. Ele considerou que, tal fato, pode parecer interessante para alguns donos de veículos, que conseguiriam valor inferior se os vendessem a comerciantes especializados.

Fehr também não descartou o envolvimento criminoso dos donos de carros para o aumento das estatísticas. Ele lembrou de um caso recente esclarecido pela Delegacia de Investigações Gerais (DIG) em que o proprietário de um automóvel o jogou em uma lagoa de Jundiaí e prestou queixa de furto para receber os valores do seguro.


Link original: https://www.jj.com.br/policia/furtos-de-carros-crescem-em-seis-dos-nove-municipios-da-regiao/
Desenvolvido por CIJUN