Polícia

GMs de Jundiaí são presos suspeitos de corrupção

plantão
Crédito: Reprodução/Internet
Três guardas municipais Jundiaí foram presos em flagrante na madrugada de ontem suspeitos de peculato, depois de serem denunciados por um morador do Jardim São Camilo por terem supostamente recebido R$ 700, pagos pela tia dele, em uma ocorrência de tráfico de drogas em que ele foi preso - ele já tinha passagem pelo mesmo tipo de crime quando era adolescente. A prisão dos GMs foi pedida pela delegada Milena Fernandes Galhardo. A própria GM, aliás, segundo a corporação, deu voz de prisão aos Guardas denunciados. Segundo apurou a reportagem, apesar da prisão em flagrante, o GPS da viatura teria mostrado que os GMs estavam na Vila Nambi na hora em que o traficante apontou como sendo o momento da corrupção dos agentes públicos. Por outro lado, a Corregedoria da GM teria encontrado R$ 650 atrás do banco, no chão da viatura. A Polícia Civil vai investigar o caso. Por meio de nota, a assessoria de imprensa da Prefeitura informou: “sobre a prisão por peculato (corrupção de agente público) de três guardas municipais, ocorrida na noite desta sexta-feira (29), a Corporação da Guarda Municipal de Jundiaí esclarece, em primeiro lugar, que foi ela mesma que deu voz de prisão aos envolvidos. A GMJ também reitera que vai instaurar inquérito administrativo. Um procedimento disciplinar pode resultar na exoneração dos envolvidos da Corporação.

Notícias relevantes: