Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Golpe em supermercados leva dupla para a cadeia

| 14/10/2014 | 22:02

A Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Jundiaí autuou em flagrante, por uso de documento falso, dois moradores de Osasco acusados de lesar uma rede de supermercados local. A dupla, cuja ação já estava sendo investigada, foi presa pela Guarda Municipal, em apoio à Polícia Civil, quando tentava abrir cadastros falsos, na segunda-feira (13).

De acordo com os delegados Marcel Fehr e Florisval Silva Santos, um dos acusados, identificado como Juanilton Ribeiro da Costa, de 46 anos, chegou a efetuar compras com cheques pré-datados, nos últimos dias 9 e 10, em cinco unidades da rede. Passando-se por Valmor Mendes Carvalho, nome constante nos documentos falsos, adquiriu em cada supermercado uma média R$ 1,5 mil de bebidas alcoólicas e energéticos. Já a mercadoria, vendeu a ambulantes para comercialização nos arredores do Estádio do Pacaembu, no último dia 11, durante partida pelo Campeonato Brasileiro de Futebol entre Palmeiras e Grêmio.

 “As unidades fornecem relatório diário à administração da rede, que desconfiou das compras feitas pelo mesmo cliente, em pequeno espaço de tempo e em unidades diferentes na mesma cidade. A DIG foi então comunicada do fato e passou a investigar o caso, descobrindo que durante essas compras a pessoa havia ido aos supermercados usando um Fiat Palio Weekend, com placas de Osasco””, explicou o investigador Júlio, que trabalhou no caso com o policial Gigio, da equipe Apolo 3 da DIG.

Segundo o policial, pelas placas do veículo, registradas por câmeras de segurança, apurou-se que o Fiat pertencia a uma moradora de Osasco, que teve a identidade pesquisada no arquivo policial e constava como vítima de violência doméstica, de acordo com informações de um boletim de ocorrência registrado por ela naquele município.

“Conseguimos a foto do autor do crime, marido dela. Posteriormente, descobrimos que era a mesma pessoa que esteve em Jundiaí para abrir o cadastro em nome de Valmor e assim conseguir comprar nos supermercados”, continuou Júlio.

Ainda segundo ele, descobriu-se posteriormente que o número do documento de identidade usado pelo acusado na ocasião pertencia a uma mulher, e que a falsa identidade havia sido adquirida por R$ 1 mil, e os cheques pré-datados, por R$ 50 a folha, na Praça da Sé, em São Paulo.

Comparsa – Segundo Júlio, Juanilton retornou na segunda-feira (13) a Jundiaí em companhia de José Carlos Ferreira da Silva, 39. Com documentos falsos, ambos tentaram abrir cadastro na mesma rede de supermercados, mas a DIG foi avisada do fato por funcionários, que reconheceram Juanilton.

“Eles perceberam que poderiam ter sido descobertos e saíram do supermercado antes que chegássemos para prendê-los. Mas foram para outro da rede. Neste meio tempo, para evitar que fugissem, a DIG pediu apoio a Guarda Municipal, que também cadastrou a placa do carro em que eles estavam, um Fiat Doblò, no OCR [sistema que faz leitura de caracteres das placas dos veículos quando estes passam por determinados pontos da cidade]”, disse Júlio.

O policial explicou que, em determinado momento, o veículo foi monitorado passando pela Antônio Frederico Ozanan e entrando em um supermercado na Vila Rio Branco, onde a dupla acabou presa. Segundo ele, a DIG apura agora o envolvimento dos acusados e possíveis comparsas em crimes semelhantes contra supermercados da Região de Jundiaí.

Mais informações na edição impressa do Jornal de Jundiaí desta quarta-feira (15) ou faça uma assinatura digital.


Link original: https://www.jj.com.br/policia/golpe-em-supermercados-leva-dupla-para-a-cadeia/

Os comentários estão desativados.

Desenvolvido por CIJUN