Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Golpistas utilizam tecnologia para lesar correntistas idosos em Jundiaí e Região

GERALDO DIAS NETTO | 05/10/2018 | 06:00

Alerta feito pela Polícia Civil tenta evitar que clientes bancários de Jundiaí e Região caiam em golpes cometidos por quadrilhas cada vez mais especializadas em fraudes de cartões. Com a utilização de aplicativos, criminosos abusam da tecnologia para enganar um número cada vez maior de vítimas, principalmente idosos. Apesar de prisões frequentes, o esquema utilizado por tais criminosos ainda não é totalmente compreendido pela polícia. Em alguns dos casos, estelionatários chegam a bloquear o telefone da vítima para que ela não receba mensagens enquanto seu cartão está sendo usado para movimentações indevidas.

De acordo com o investigador-chefe do 1º e 7º DPs de Jundiaí, Marcio Piovesan, criminosos agem geralmente nos finais de semana e feriados, e conseguem até mesmo “mascarar” o telefone usado para conversar com as vítimas, que veem nas telas de seus aparelhos celulares ou dispositivos de identificação, como “binas”, o número do próprio banco. Ele também informou que, conforme apurado pelo setor de inteligência das unidades que comanda, por vezes os criminosos aplicam adesivos nos caixas eletrônicos com números “0800” facilmente obtidos por meio de simples pesquisa na internet.

Já sobre os tipos de golpe, ele comentou que um deles, apesar de raro em Jundiaí, é o do “motoboy”. Neste, criminosos se passando por funcionários do banco entram em contato com clientes para perguntar se eles estão fazendo compras naquele momento, geralmente citando estabelecimentos de outros estados do país. “O cliente, claro, diz que não e é informado de que alguém está usando seu cartão indevidamente. Pede, então, para a pessoa ligar na ‘central de atendimento’ e cancelar o cartão, conseguindo de alguma forma que o cliente ligue para um número também da quadrilha.”

De acordo com o policial, nesta falsa central, o correntista é orientado a passar os dados do cartão e a senha bancária, e a redigir uma carta, de próprio punho, afirmando desconhecer a compra realizada e entregá-la, junto com o cartão, a um motoboy que irá retirá-los em sua casa. Uma das vítimas deste tipo de golpe, informou Piovesan, foi um senhor de 63 anos, que perdeu mais de R$ 2 mil. Segundo relato do homem no 7º DP, o golpista afirmou que, após entregar a carta e o cartão, este último seria cancelado, bem como um novo cartão seria enviado ao correntista.

Mais golpe
O investigador-chefe também comenta sobre outro golpe recorrente contra clientes de banco, desta vez com ajuda de dispositivos que travam cartões em terminal de autoatendimento. Segundo ele, diversas quadrilhas envolvidas neste tipo de fraude já foram presas, o que não impediu, no entanto, que outras deixassem de atuar. Conforme explicou, há o uso do cartão da vítima ainda na agência bancária, logo após o objeto ser travado no caixa eletrônico e um criminoso se aproximar para oferecer ajuda.

“Ele convence a vítima, que também é pessoa idosa, a ligar para o número que está no adesivo ao lado do terminal. Porém, este adesivo, que parece ser do banco, foi colado por ele. E pede que o correntista ligue, mas fora da agência”, informa o investigador-chefe. Neste momento, explica, o criminoso destrava o cartão e o utiliza junto com os dados que o comparsa consegue da vítima ao telefone, fora da agência, incluindo a própria senha bancária, além de bloquear o celular para que o correntista não receba avisos de compras por mensagem, caso tenha esse serviço habilitado.

Cuidados
Para evitar ser alvo dos golpes, Marcio Piovesan orienta o correntista a ter sempre em mãos o 0800 do próprio banco, conseguido dentro da própria agência ou com seu gerente. Além disso, nunca passar a senha por telefone ou ligar para números desconhecidos, principalmente de adesivos colocados em caixas eletrônicos. Ele também salienta sobre a importância de jamais aceitar a ajuda de desconhecidos.

T_WhatsApp Image 2018-10-04 at 16.30.19


Link original: https://www.jj.com.br/policia/golpistas-utilizam-tecnologia-para-lesar-correntistas-idosos-em-jundiai-e-regiao-2/
Desenvolvido por CIJUN