Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Grávida era agredida pelo marido no carro quando foi salva por PMs

Fábio Estevam | 03/10/2019 | 21:10

Uma auxiliar de enfermeira de 33 anos, grávida, que estava sendo agredida e ameaçada de morte pelo marido dentro do carro, foi salva por policiais militares durante uma pequena blitz que estava sendo realizada na rua Ricardo César Fávaro, bairro do Castanho, na noite de anteontem. Quando os PMs pediram para que o motorista parasse, para averiguação de documentação. Nesse momento ela pediu socorro.

Imediatamente os PMs a tiraram do carro e ordenaram que o motorista saísse. Ela então contou que horas antes havia chamado a Guarda Municipal em sua casa pelo mesmo motivo. Uma viatura da GM foi até o local e a orientou ir até a delegacia fazer boletim de ocorrência.

Tão logo a viatura deixou a casa, ele saiu e ficou aguardando ela nas proximidades, a seguindo até um ponto de ônibus. Quando forçou sua entrada no veículo mediante ameaça.
Quando a PM parou o casal ela estava com dores na nuca, pescoço e costas.

Ele foi autuado em flagrante e levado ao Plantão Policial. Depois, foi encaminhado ao Centro de Triagem de Campo Limpo Paulista.

Com medo que fosse solto no dia seguinte (ontem, dia 3), ela solicitou ao delegado que pedisse medida protetiva a seu favor.

Na delegacia ela também constou no boletim de ocorrência que pretende processar o marido.


Leia mais sobre | | | | |
Link original: https://www.jj.com.br/policia/gravida-era-agredida-por-marido-no-carro-quando-foi-salva-por-pms/
Desenvolvido por CIJUN