Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Idosos de Jundiaí são alvos de novos golpes

| 05/06/2014 | 00:05

A ingenuidade dos idosos tem colaborado para aumentar os crimes contra esta faixa etária na cidade. A falta de pequenas precauções é incentivo ainda maior para criminosos criarem, a cada dia, novos meios de lesar suas vítimas. Até mesmo o uso de crachás falsificados facilita a entrada dos estelionatários às casas das vítimas.

Na segunda (02), em Jundiaí, foi a vez de uma aposentada de 81 anos perder dinheiro para dois criminosos que se passaram por funcionários de uma empresa de energia elétrica, em uma nova modalidade de estelionato. Dias antes, uma pensionista de 78 anos também não desconfiou de que pudesse ser vítima ao atender um homem que dizia vender planos de saúde.

Com 23,5 milhões de pessoas com mais de 60 anos, segundo a mais recente pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o número já é mais que o dobro do registrado em 1991, marcando uma tendência de envelhecimento da população nacional.

E o campo vasto também se mostra fértil quando o assunto são as variantes de golpes praticados contra os idosos, que vão do antigo e bastante conhecido “conto do bilhete premiado” ao mais recente, a troca do cartão bancário. Para o promotor de Justiça dos idosos de Jundiaí, Flamínio Silveira Amaral Junior, o grupo da terceira idade torna-se o alvo preferido de golpistas exatamente pela relativa ingenuidade.

“São pessoas acessíveis, que acreditam nas pessoas; são de uma época em que a palavra tinha validade. E esses estelionatários sabem disso, dessa credulidade desses idosos e aproveitam a situação”, considerou. Segundo ele, é importante que, no caso de contato com estranhos, idosos tomem certas cautelas, como as de checar informações e nunca acreditar de pronto no que lhes é dito por tais desconhecidos.

“Temos orientado em palestras, em outras oportunidades e até mesmo na Promotoria. Eles têm de checar as informações, pedir auxílio de familiares, de amigos, de vizinhos; nunca abrir a porta ou não deixar que desconhecidos entrem em casa, assim como não efetuar pagamentos, mostrar saldo de conta bancária ou dizer que tem poupança”, exemplificou.


Link original: https://www.jj.com.br/policia/idosos-de-jundiai-sao-alvos-de-novos-golpes/
Desenvolvido por CIJUN