Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Motos são responsáveis por 50% das mortes no trânsito

VINICIUS SCARTON | 04/12/2018 | 05:00

O crescimento da frota de motos, o desrespeito a sinalização, o elevado número de condutores sem habilitação e sem uso de capacete representam o grande gargalo do trânsito e seus acidentes. Em Jundiaí, por exemplo, de acordo com dados do Movimento Paulista de Segurança no Trânsito (Infosiga), o cenário não é diferente. Este ano, apesar de o número de mortes no trânsito ter caído 29% neste ano (de 82 para 53 nos dez primeiros meses do ano), o percentual de motociclistas mortos aumentou. No ano passado, das 82 mortes registradas na cidade, de janeiro a outubro, 45% (37) envolveram motos. Neste ano, esse percentual subiu para 50%: das 53 mortes, 27 envolveram motociclistas.

Segundo o diretor do Departamento de Trânsito de Jundiaí, Wlamir Lopes da Costa, 9 dessas mortes ocorreram em vias municipais. O restante ocorreu nas rodovias que cortam a cidade. “No ano passado foram 11 óbitos em vias municipais”, complementa o diretor. Embora a quantidade de mortes no trânsito tenha caído na cidade neste ano, em relação ao ano passado, Wlamir considera a situação preocupante. “Até porque essa redução está dentro da margem de erro”, pondera. “Eu percebo que a situação é motivada por uma série de problemas, como o crescimento da frota, o desrespeito à sinalização, o elevado número de condutores sem habilitação e também sem capacete”, enumera.

O diretor salienta que o departamento tem realizado diversas ações de educação no trânsito de uma maneira global na cidade. “Temos faixas espalhadas pela cidade e campanhas nas ruas. No entanto, precisamos estruturar uma escola de trânsito para motociclistas, tendo como principal desafio o de encontrar meios para atrair o motociclista e transmitir esse conhecimento, mas isso depende de uma série de outras questões”, diz.

FUTURO
Para 2019, Wlamir afirma que as blitzes serão intensificadas na cidade, assim como as sinalizações nas vias serão reforçadas. “A ideia é promover mais campanhas focadas em motociclistas e também para os pedestres, sendo motivo de grande preocupação por parte do Departamento de Trânsito de Jundiaí”, finaliza.

Rui Carlos

Rui Carlos

Rui Carlos

Rui Carlos


Link original: https://www.jj.com.br/policia/motos-sao-responsaveis-por-50-das-mortes-no-transito/
Desenvolvido por CIJUN