Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Mulher é estuprada por motorista de aplicativo

DA REDAÇÃO | 22/01/2019 | 05:00

Na noite do último domingo (20), uma moradora de Jundiaí prestou queixa na Polícia Civil de crime de estupro contra um motorista de aplicativo de transporte. Ela relatou que foi a uma casa de shows com algumas amigas e na hora de ir embora, sozinha, solicitou o serviço pelo celular.

Durante o caminho, o motorista olhou repetidas vezes pelo retrovisor, fez algumas perguntas invasivas e elogios incômodos. Não contente, ele passou a assediá-la ainda mais, colocando a mão em suas pernas, sob a saia. Revoltada, a moça pediu para parar o carro para que ela pudesse descer, mas o motorista insistiu que a levaria ao seu destino final.
Quando chegaram próximos à casa da vítima, o motorista parou o carro e usou da força física para obrigar a mulher a fazer sexo com ele. Depois disso, a vítima desceu do carro chorando e procurando ajuda na rua. O motorista do carro foi embora.

Na Delegacia de Polícia Civil, a vítima prestou queixa e apresentou as informações do aplicativo sobre o motorista foragido.
Segundo o investigador-chefe da DIG (Delegacia de Investigações Gerais), Almir de Oliveira, o caso ainda segue em análise e nenhuma outra informação foi dada. O caso será encaminhado para a Delegacia de Defesa da Mulher, que exigirá da empresa de transportes a apresentação de todos os dados do motorista. No final do ano passado, outra mulher registrou boletim de ocorrência dizendo que foi “molestada” também por um motorista de aplicativo.

Ao utilizar o aplicativo de transporte, é necessário ficar atento a algumas precauções: verifique se a placa e modelo do carro condizem com as informações do aplicativo; veja o nome e a foto do motorista; compartilhe a viagem com amigos ou parentes, para que saibam de sua localização; confira no aplicativo a nota e o histórico do condutor e prefira sempre o banco de trás do carro; evite responder a perguntas invasivas, proteja informações pessoais e fique atento se o motorista saiu da rota proposta pelo aplicativo. Caso o passageiro sinta qualquer tipo de desconforto, importunação, constrangimento ou assédio, deve fazer uma denúncia à polícia com todas as informações dadas pelo aplicativo sobre o condutor.

ESTUPRO DE MULHER DENTRO DE VEICULO ENQUANTO DORMIA


Link original: https://www.jj.com.br/policia/mulher-e-estuprada-por-motorista-de-aplicativo/
Desenvolvido por CIJUN