Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

“Não põe a mão em nosso companheiro, que a gente liberta a vítima”, diz bandido a GMs

Fábio Estevam | 02/04/2020 | 18:26

Guardas municipais do Apoio Tático prenderam na tarde desta quarta-feira (1) um homem de 49 anos que estava estacionado com uma carreta roubada na avenida Armando Giasseti, próximo à comunidade da Meias Aço, em Jundiaí. Enquanto os GMs faziam a detenção do criminoso, um integrante da quadrilha a que ele pertence telefonou no seu celular e, ao saber que o comparsa estava detido, pedem aos guardas para não “zoarem” o amigo preso, como condição para soltar a vítima, motorista do caminhão roubado, que estava sequestrado em cativeiro.

Os GMs Gasparetto, Ederson, Marassato e Silas estavam em patrulhamento quando desconfiaram de uma carreta estacionada e com uma pessoa no banco do motorista, que tentou se abaixar na cabine para não ser visto. Os guardas desembarcaram da viatura e pediram que ele abrisse o vidro da porta. Como ele não soube acionar o botão para abrir, os guardas ficaram ainda mais cismados e ordenaram que ele saísse. O criminoso já saiu se rendendo: “perdi, perdi, o caminhão é roubado”.

Detido, disse que receberia R$ 2 mil para deixar a carreta estacionada naquele local e informou que o motorista do caminhão, que havia sido roubado em Cajamar, estava em poder da quadrilha. Neste momento o celular dele tocou. Autorizado pelos GMs a atender, foi orientado a dizer que estava preso e que soltassem a vítima. O criminoso do outro lado da linha então falou: “Perdi, já era. Ninguém vai zoar (bater) nele (vítima) não, aqui a gente sabe trabalhar. O cara está tranquilo lá. Só não põe a mão no nosso companheiro aí (o preso), que o cara está sendo solto agora e vocês vão saber a hora que ele tiver solto”. (ouça o áudio no fim da matéria).

Foi feito contato com a empresa proprietária da carreta, que informou que perdeu contato com o motorista, mas que ainda não tinha ciência do roubo.

Após algum tempo policiais militares informaram aos GMs que resgataram a vítima, libertada pelos bandidos em Louveira. O motorista foi levado até o Plantão Policial, onde recuperou o veículo e contou como foi a ação da quadrilha. “Ele contou que estava em Jordanésia quando por volta das 14h30 três indivíduos em um carro vermelho o renderam e levaram o caminhão. Ele disse ainda que todos estavam encapuzados e não seria capaz de reconhecê-los.

A preso foi apresentado no Plantão Policial, onde o indivíduo foi autuado em flagrante por receptação.

Ouça o áudio com a exigência do criminoso:


Leia mais sobre | | |
Link original: https://www.jj.com.br/policia/nao-poe-a-mao-em-nosso-companheiro-que-a-gente-liberta-a-vitima-diz-bandido-a-gms/
Desenvolvido por CIJUN