Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Polícia Civil esclarece latrocínio dentro de comércio e procura autor do crime

GERALDO DIAS NETTO | 02/08/2018 | 21:08

Dono de extensa ficha criminal e apontado como autor de mais de 30 assaltos nos últimos tempos, um jovem de 23 anos está sendo procurado pela Polícia Civil, acusado da morte, a tiros, de um comerciante, baleado na cabeça, no dia 9 de junho deste ano, em um bar no Jardim América 3. Pedro Garcia Sena também atirou contra o irmão do dono do estabelecimento, que permaneceu diversos dias internados com tiros no olho esquerdo e na nuca, informou o delegado Marcel Fehr, responsável pelo esclarecimento da autoria. Ele já tem contra si diversos mandados de prisão preventiva e temporária decretados pela Justiça, mas seu paradeiro ainda segue desconhecido.

Segundo Fehr, imaginou-se, a princípio, que o comerciante e seu irmão haviam sido vítimas de um acerto de contas. No dia do crime, levantamentos preliminares indicaram que o atirador desceu da garupa de uma motocicleta, cujo condutor ainda não foi identificado, já efetuando os disparos. Com recuperação do irmão baleado, no entanto, as investigações tomaram novo rumo, revelando-se o atirador como um homem que foi ao bar para cometer assalto. Pelo próprio depoimento da testemunha, descobriu-se que Sena já era conhecido do comerciante, que chegou a confrontá-lo, indagando sobre a conduta do rapaz.

CLIQUE AQUI E VEJA OUTRAS NOTÍCIAS NO PLANTÃO POLICIAL

José Edison da Silva Lourenço, como foi identificado o dono do estabelecimento, também teria feito um comentário sobre a arma que Sena portava, dizendo “é com isso que você vem assaltar em meu bar”, numa referência a um possível simulacro com que o assaltante estaria. Sem conseguir reagir, Lourenço foi atingido na cabeça e morreu na hora, enquanto seu irmão, que testemunhou o crime, se tornou outra vítima ao ser baleado também no rosto, com os projéteis se alojando na nuca e no olho esquerdo. Já Sena fugiu sem realizar o que pretendia quando chegou ao bar, ou seja, assaltar, pois foi embora sem levar nada.

O delegado comentou que, apesar da informação de que Lourenço conhecia o atirador, um levantamento precisou ser feito para que a polícia descobrisse quem era, de fato, tal homem, uma vez que nem seu endereço ou nome eram conhecidos da testemunha.

Ele informou ainda que as investigações tiveram auxílio do delegado assistente de Várzea Paulista, Victor Oliveira Paula, e que outros roubos cometidos pelo acusado já foram esclarecidos, incluindo do carro de uma mulher, em Jundiaí, 15 dias antes da morte do dono do comércio.

O delegado pede ajuda à população para localizar Sena, que irá responder por latrocínio (roubo seguido morte), cuja pena pode chegar a 30 anos de reclusão. Informações sobre o paradeiro do criminoso podem ser passadas diretamente na delegacia do município, que fica na rua José Rabelo Portela, 417, no Jardim Maria de Fátima, ou pelo telefone (11) 4606-1437. Não é preciso se identificar.

procurado latrocinio

Foto: divulgação


Leia mais sobre | | | |
Link original: https://www.jj.com.br/policia/policia-civil-esclarece-latrocinio-dentro-de-comercio-e-procura-autor-do-crime/
Desenvolvido por CIJUN