Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Polícia Civil faz ação de combate ao tráfico no Residencial Jundiaí

Geraldo Dias Netto . gnetto@jj.com.br | 13/12/2017 | 10:43

O tráfico de drogas no Residencial Jundiaí levou um duro golpe ontem de policiais do 5º DP. Duas mulheres foram presas em flagrante, acusadas de vender entorpecentes no bairro. Já um homem de Campinas, que teria se instalado no local para fornecer as drogas, também foi identificado.

Diversas porções de narcóticos, já prontas para a comercialização, foram apreendidas na ação. Parte delas foi encontrada com as acusadas, que foram monitoradas e flagradas vendendo o entorpecente a usuários. Outra parte foi achada na residência de uma delas e na casa do acusado de fornecer as substâncias ilegais.

Foram três meses de investigações para identificar os responsáveis pelo tráfico no bairro, explicou o investigador-chefe Roberto, da equipe do delegado Osvaldo Roberto Cândido. Segundo ele, apesar da prisão das mulheres, o 5º DP ainda procura o fornecedor das drogas, que não foi localizado ontem.

O policial explicou que a apuração do caso teve início com a informação obtida pelo setor de inteligência da unidade (Aparecido, Ivanildo, Miriã e Fábio) de que um homem de Campinas se mudara para o Residencial Jundiaí para controlar o tráfico, fornecendo todo o entorpecente a ser vendido na Região.

Ontem, uma “campana” foi realizada para desarticular o tráfico no bairro, sendo as duas mulheres flagradas em poder de uma pochete, de onde tiravam as drogas para vender aos usuários. Ali, após a abordagem, foram achados 20 tubetes de cocaína e 13 pedras de crack.

Roberto explicou que, no momento da prisão, Jandelice Silva Porfírio, de 35 anos, segurava a pochete e guardava mais drogas em sua casa, sendo achados naquele local, também no bairro, mais 57 tubetes de cocaína e outras 63 pedras de crack.

Naíde Machado Fernandes, 21, foi a outra acusada de tráfico presa ontem, disse Roberto, acrescentando que as ações se concentraram em seguida na casa do acusado, onde a maior parte dos narcóticos foi achada.

Segundo o policial, foram apreendidos no imóvel dois tijolos de maconha, de um quilo cada, 145 porções de maconha já embaladas, além de 350 gramas de cocaína, um revólver 38 com a numeração raspada, munições, balança de precisão e 513 tubetes vazios.

Todo o material foi contabilizado na delegacia pela equipe de escrivães (Vanusa, Mantovani e Rodrigo), que elaborou o auto de prisão em flagrante contra as duas mulheres, por determinação do delegado Cândido.

O 5º DP agora tenta localizar o acusado que não foi encontrado ontem. O investigador-chefe da unidade pede que informações sobre o tráfico na região sejam comunicadas ao setor de inteligência, que fica em um prédio da rua Franklin Willian Franz, 67, no Parque Eloy Chaves. Já o telefone é o (11) 4582-2856. Não é preciso se identificar.

Números
Responsável pela apuração de crimes ocorridos em uma vasta área de Jundiaí, incluindo bairros como Jardim Novo Horizonte, Parque Eloy Chaves, Residencial Jundiaí, Almerinda Chaves, Jardim Aeroporto e trechos de diversas rodovias que cortam o município, o 5º DP instaurou, somente entre janeiro e outubro deste ano, 219 inquéritos policiais.

Também foram autuados em flagrante na unidade 71 pessoas no período, além da apreensão de seis menores infratores. Outros 29 cumprimentos de mandados de prisão foram registrados na unidade, que elaborou ainda 91 boletins de ocorrência de tráfico de drogas e 67 de veículos recuperados. Os números são da Secretaria de Segurança Pública (SSP) de São Paulo.

Recentemente, o 5º DP também esclareceu a autoria de outros dois assaltos, identificando três responsáveis pelos crimes, que foram praticados com uso de arma de fogo. Em tais delitos, familiares foram feitos reféns e tiveram grande prejuízo em razão dos diversos objetos levados pelos invasores.


Link original: https://www.jj.com.br/policia/policia-civil-faz-acao-de-combate-ao-trafico-no-residencial-jundiai/
Desenvolvido por CIJUN