Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Polícia Civil prende casal acusado de queimar homem vivo

| 25/06/2014 | 00:00

Foi  queimado vivo o homem de 59 anos, identificado como José Alves Carneiro, cujo corpo foi encontrado carbonizado na Vila Lacerda, em Jundiaí, no dia 14 deste mês. A conclusão é do 2º DP, que investiga o caso e prendeu em Sorocaba, nesta terça-feira, um casal de moradores de rua acusado do crime.

De acordo com o delegado Luís Carlos Duarte, autópsia no cadáver apontou a existência de fuligem nos pulmões e queimadura de órgãos internos. “Nos casos de carbonização, o Instituto Médico Legal procura vestígios que indiquem se a queimadura ocorreu antes ou depois da morte. Quando a vítima ainda está viva, ela inala fumaça, fuligem. E isso fica no pulmão, que é um sinal de que ainda respirava”, explicou o responsável pela investigação.

Segundo Duarte, Carneiro foi vítima de latrocínio (roubo seguido de morte) dois dias antes do encontro do corpo. Antes de ser queimado vivo, ele teria recebido diversos golpes com emprego de pedaços de madeira, principalmente no rosto.


Link original: https://www.jj.com.br/policia/policia-civil-prende-casal-acusado-de-queimar-homem-vivo/
Desenvolvido por CIJUN