Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Polícia Civil prende segurança acusado de abusar cinco crianças

GERALDO DIAS NETTO | 29/10/2018 | 21:20

A Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Várzea Paulista obteve na Justiça mandado de prisão temporária, pelo prazo de 30 dias, contra um segurança de 53 anos, acusado de abusar sexualmente de, ao menos, cinco meninas com idade entre sete e 12 anos. Outros três garotos, com idades semelhantes, podem ter sido vítimas do adulto, informou o delegado Victor Oliveira Paula, responsável pelas investigações.

Cícero de Melo Muniz teve a ordem de prisão cumprida e permanece recolhido em uma unidade prisional. Agora, por requerimento da Polícia Civil, ele pode ter a medida convertida em preventiva, o que o faria ficar atrás das grades sem prazo determinado. Ele também foi autuado em flagrante, uma vez que, durante o cumprimento da prisão, uma arma de fogo com a numeração raspada foi achada em sua casa.

O delegado explicou que o adulto era vizinho das crianças e tinha a casa frequentada por elas, para quem fazia pipoca e dava outros doces. Com ajuda do Conselho Tutelar, uma denúncia foi registrada na delegacia após a descoberta da suposta conduta ilegal, e ela passou a ser investigada, sendo feitos diversos procedimentos policiais para apurar a acusação.

Entre eles, disse Oliveira Paula, foram ouvidas as crianças, que confirmaram os abusos, dizendo sobre as vezes que tiveram as partes íntimas tocadas pelo homem. Não falaram em penetração e deram outros detalhes que embasaram o pedido de prisão analisado e concedido pelo Poder Judiciário. O delegado informou ainda que, no decorrer das investigações, outra denúncia contra o segurança deu conta de mais abusos cometidos por ele contra outras três vítimas, dessa vez, meninos. A Polícia Civil, no entanto, ainda não tem a qualificação das supostas vítimas, motivo pelo qual os trabalhos continuam.

Além do posse ilegal de arma de fogo, Muniz irá responder por estupro de vulnerável. O crime é previsto pelo artigo 217-A do Código Penal e estipula pena de até 15 anos ao autor de “conjunção carnal” ou prática de “outro ato libidinoso contra menor de 14 anos”. Ele não registrava antecedentes criminais.

Números
Mais da metade de todos os abusos sexuais registrados em Várzea Paulista entre janeiro e setembro deste ano foi praticada contra pessoas com menos de 14 anos. Os números são da Secretaria de Segurança Pública (SSP) de São Paulo e revelam um quadro alarmante não só no município, mas em todo o Estado de São Paulo, que teve, no período, 6.439 boletins de ocorrência de estupro de vulnerável, de um total de 8.961 casos de abuso sexual.

De acordo com a SSP, em Várzea, apenas em fevereiro nenhum boletim foi anotado pela polícia, com janeiro tendo o maior número de ocorrências (4), seguido por junho e setembro, com três registros cada, março, abril, maio e julho, com dois, e agosto, com uma anotação, totalizando 19. Já abusos contra pessoas com mais de 14 anos somaram 11, com junho e setembro sendo os únicos meses sem registro, e janeiro, o que maior número de anotações teve: quatro, no total.

Já na comparação com o mesmo período do ano passado, estupros de vulneráveis aumentaram 35,7% em 2018, passando de 14 para 19 casos, enquanto a alta no número de abusos contra pessoas com mais de 14 anos foi de 120%, uma vez que cinco boletins de ocorrência foram anotados entre janeiro e setembro de 2017. Responsável pelas estatísticas criminais de todo o Estado, a SSP deve divulgar os dados referentes ao mês de outubro no próximo dia 25.

Foto: Arquivo/Jornal de Jundiaí

Foto: Arquivo/Jornal de Jundiaí


Link original: https://www.jj.com.br/policia/policia-civil-prende-seguranca-acusado-de-abusar-cinco-criancas/
Desenvolvido por CIJUN