Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Polícia registra 20 casos de agressão à mulher em apenas cinco dias

Fábio Estevam | 26/12/2019 | 20:08

O Plantão Policial de Jundiaí registrou 20 boletins de ocorrência de crimes contra mulheres, entre agressões, ameaças e injúrias, em apenas cinco dias – entre os dias 21 e 25 deste mês. Em um dos casos, na noite de Natal, uma tecelã de 49 anos chamou a Guarda Municipal depois de ser agredida com socos e enforcamento pelo namorado, um jardineiro de 38 anos, que também a jogou para fora do carro.

O caso foi na casa dela, na rua XV de Novembro, no Centro. Após as agressões o namorado fugiu de carro. A pedido do subinspetor Andreasi e GM Belloni, entrou em contato com ele pelo telefone. Sem saber que ela estava ao lado dos agentes – que ouviram a conversa -, o namorado passou a fazer ameaças e a ofender a vítima. E nervoso, voltou ao local, sendo preso assim que desceu do carro.
Mesmo depois de ter apanhado, e já na delegacia, disse que não queria que o namorado fosse preso e tampouco iria processá-lo.

Também neste período, em Várzea Paulista, uma mulher foi morta pelo marido degolada, porque ela não queria ter um filho. Ele vai responder por duplo homicídio, além de ocultação de cadáver, já que permaneceu na casa com o corpo por três dias.

De acordo Renata Yumi Ono, delegada da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) – unidade especializada que ficará a cargo de investigar todos esses casos -, “em época de festas temos um aumento grande no número de casos”, disse ela.

Para a ativista, feminista e fundadora da Rede Valentes, Mariana Janeiro, esse número de boletins em apenas cinco dias é alto, mas não muito diferente de todo o resto do ano. “É bastante alto, mas vem acompanhando o que vem acontecendo durante todo o ano”, disse ela, que comentou o que pode ser a motivação. “Tem a ver com o controle que os homens imaginam ter sobre o corpo das mulheres, misturado ao alto consumo de álcool. Essa mistura de pensamento machista com álcool, resulta em violência. Ciúmes e negativa para o fim do relacionamento agravam ainda mais a situação”.

“Os homens precisam tomar juízo. Já as mulheres, têm que denunciar na polícia quando agredidas, seja á qual foi a forma de agressão. E, evidentemente, deixar esse relacionamento”, aconselhou Mariana.


Link original: https://www.jj.com.br/policia/policia-registra-20-casos-de-agressao-a-mulher-em-apenas-cinco-dias/
Desenvolvido por CIJUN