Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Preso que matou namorada no CDP vai para RDD em Presidente Bernardes

BÁRBARA NÓBREGA MANGIERI | 28/01/2019 | 16:18

O presidiário Michael Denis de Freitas, 25 anos, autor do feminicídio contra a namorada durante visita íntima no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Jundiaí, foi transferido para o Regime Disciplinar Diferenciado (RDD), um presídio de segurança máxima em Presidente Bernardes (SP), na tarde desta segunda (28).

Ele vai responder por homicídio qualificado contra Nicole Guimarães Sapucci. Segundo as informações, a jovem de 22 anos foi ao CDP no domingo (27) para terminar o namoro com Michael, com quem estava desde agosto de 2017, e ficou isolada com ele em uma cela para visita íntima. O casal era de Bragança Paulista (SP).

De acordo com o CDP, ela foi encontrada por volta das 15h50, horário do término da visitação, quando os agentes penitenciários perceberam que faltava uma visita, que nunca saiu da cela íntima. No mesmo momento, alguns detentos solicitaram socorro alegando que uma visitante teria sofrido um acidente na cela. Os agentes se dirigiram até o local e encontraram Nicole inconsciente no chão da cela com ferimentos graves e o rosto desconfigurado.

A jovem foi encaminhada para o Hospital São Vicente, porém, devido a intercorrências médicas foi a óbito por volta das 20h40. No hospital, foi constatado que ela sofreu traumatismo craniano. Segundo a Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), ela teve o crânio afundado, mas Michael alega que o casal teve uma briga e ele a empurrou do beliche.

Um agente penitenciário, porém, revelou que Michael sufocou Nicole até que desmaiasse. Depois, jogou o corpo do terceiro andar da beliche e pulou em cima de sua cabeça, o que explica a lesão no crânio.

A diretoria do CDP solicitou uma perícia criminal na cela onde o crime ocorreu e isolou Michel dos demais presos até o momento de sua transferência. Em nota, a penitenciária informa também que Nicole era cadastrada no rol de visitas do preso desde maio do ano passado e realizava visitas regulares.

Michel não tem histórico de violência doméstica, mas tem quatro boletins de ocorrência por roubo à mão armada. A DDM informa que vai ouvir a direção do CDP sobre o caso, além de outras visitas que estavam no presídio no horário e demais possíveis testemunhas.

T_feminicidio


Link original: https://www.jj.com.br/policia/preso-que-matou-namorada-no-cdp-vai-para-rdd-em-presidente-bernardes/
Desenvolvido por CIJUN