Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Prisão de músico jundiaiense acusado de estupro fez denúncias aumentarem em Jundiaí, diz delegada

geraldo dias netto | 03/07/2018 | 05:35

Queixas de abusos sexuais contra crianças aumentaram em Jundiaí após a prisão do músico e empresário Daniel Busanelli, de 47 anos, acusado de estuprar a filha de um casal de amigos, de 11 anos. A informação é da delegada Maria Beatriz Curio de Carvalho, titular da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) e responsável por conseguir na Justiça mandado de prisão preventiva que deve deixar Busanelli atrás das grades até o fim do processo. O músico foi capturado no dia 17 de maio passado. Em depoimento, negou o crime e atualmente cumpre a medida judicial em uma unidade prisional de Guarulhos, para onde foi levado após a ordem, decretada a princípio como temporária, ser convertida a requerimento da delegada Maria Beatriz.

DDM PEDE PRISÃO PREVENTIVA DE MÚSICO JUNDIAIENSE ACUSADO DE ESTUPRAR CRIANÇA DE 11 ANOS

Conforme explicou a delegada, foi verificado um aumento de queixas a partir da prisão de Busanelli. “As pessoas não denunciavam e esse caso, com a repercussão que teve, fez com que as pessoas procurassem a polícia, percebendo que há investigação, sim, e eventual punição para os abusadores”, destacou. Segundo ela, até mesmo o caso de uma criança abusada pelo avô, anos atrás, chegou recentemente ao conhecimento da DDM. “O avô até já morreu. Achavam que a polícia não acreditaria em uma criança. E perceberam que há todo um procedimento, uma técnica empregada para se descobrir a verdade”, explicou Maria Beatriz. Considerada uma das mais experientes delegadas do Estado de São Paulo, a titular da DDM coordena uma equipe de investigadores e de escrivães, além de uma psicóloga especializada no contato com crianças e mulheres vítimas de agressões ou abusos sexuais.

Acusado
A investigação que resultou na captura do músico teve início após queixa da mãe da criança, que esteve na DDM para contar o que ouviu da filha após a menina dormir na casa do acusado, de quem ela e o marido eram amigos de longa data. Segundo a mulher, a menina contou ter sido abusada no quarto da própria filha de Busanelli. Ela havia sido convidada pelo morador para ir dormir na residência, pois fariam a “noite do hambúrguer”, e acabou violentada nos dois dias em que ali esteve. Durante o registro do boletim de ocorrência, a menina também foi ouvida por uma psicóloga da DDM, que realizou os procedimentos sob a coordenação da investigadora-chefe Lilian Picchi, além de receber atendimento médico em que foram ministrados coquetel retro-viral, duas injeções e dois comprimidos para tratamento contra DSTs.

Foto: Arquivo JJ

Foto: Arquivo JJ


Link original: https://www.jj.com.br/policia/prisao-de-musico-jundiaiense-acusado-de-estupro-fez-denuncias-aumentarem-em-jundiai-diz-delegada/
Desenvolvido por CIJUN