Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Professor pega 9 anos de cadeia por estupro de vulnerável

GERALDO DIAS NETTO | 21/08/2018 | 05:05

A Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Jundiaí cumpriu nesta segunda-feira (20) mandado de prisão contra o aposentado Donizete Francisco Cândido, de 63 anos, conhecido como “Zetão”, condenado a nove anos e quatro meses de reclusão por estupro de vulnerável. Cândido foi preso em casa e estava sendo processado após a DDM instaurar inquérito para apurar denúncia de abusos sexuais cometidos por ele contra alunos de uma turma de futebol do Complexo Educacional, Cultural e Esportivo Aramis Polli, na Vila Hortolândia, de onde o aposentado era professor voluntário.

De acordo com a investigadora-chefe Lilian Picchi, da equipe da delegada Maria Beatriz Curio de Carvalho, a sentença foi dada pelo juiz da 1º Vara Criminal de Jundiaí, que ordenou ainda a captura do réu para cumprimento da pena, inicialmente em regime fechado.

CLIQUE AQUI E VEJA OUTRAS NOTÍCIAS NO PLANTÃO POLICIAL

Segundo ela, as vítimas foram dois meninos, de 11 anos, que prestaram depoimento durante as investigações e contaram sobre os abusos cometidos pelo professor em sua casa, onde eles dormiam com frequência, no mesmo bairro do centro esportivo.
Já a desconfiança de que o professor voluntário estaria cometendo abusos contra os meninos foi reforçada após uma funcionária do centro entrar em uma sala e vê-lo massageando a barriga de outro aluno, que estava com o short abaixado e deitado em uma maca, em abril de 2016.

O garoto visto sendo massageado prestou depoimento, mas garantiu não ter sido abusado, afirmando que outros dois colegas de turma é que dormiam na casa do adulto, inclusive abraçados com ele. Já um desses meninos contou que por diversas vezes o professor lhe fez sexo oral, ficando “bravo” quando pedia para a criança fazer a mesma coisa nele. Garantiu ainda que flagrou o professor abusando sexualmente do outro garoto e que ficou machucado após Cândido tentar penetração.

Negou
Em 2016, Cândido chegou a procurar o Jornal de Jundiaí após matéria publicada sobre a acusação de abusos sexuais. Ele negou ter cometido os crimes, dizendo que trabalhava como professor voluntário de futebol há anos, sempre com garotos, alegando que as denúncias foram feitas por funcionários incomodados com sua atuação no centro esportivo.

T_WhatsApp Image 2018-08-20 at 18.11.17


Link original: https://www.jj.com.br/policia/professor-pega-9-anos-de-cadeia-por-estupro-de-vulneravel/
Desenvolvido por CIJUN