Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Professora acusa alunos e diretora de assédio moral

Fábio Estevam | 09/11/2019 | 15:40

A Polícia Civil investiga um caso em que uma professora de Sociologia, de 58 anos, acusa alunos e direção da Escola Estadual Antenor Soares Gandra, onde trabalha, em Jundiaí, por assédio moral. O ‘bullyng’, termo colocado em boletim de ocorrência registrado no plantão Policial, estaria acontecendo desde março deste ano.

A professora, que se sente acuada, disse que não aguenta mais passar por tal situação. A Diretoria Regional de Ensino de Jundiaí informou que a supervisora da escola tomou providências imediatas e continuará acompanhando o caso na escola.

O estopim para que a professora fizesse a denúncia foi na quarta-feira (6), durante a última aula, por volta das 16h30. Uma aluna usou seu celular para telefonar para a mãe (o que é proibido) contar que a professora não a teria deixado sair da sala para ir ao banheiro.

A mãe da jovem, por sua vez, telefonou para a escola e reclamou com a diretora, que foi até a sala de aula e questionou a professora. Ela disse que não havia impedido nenhum de aluno para ir ao banheiro. A diretora, então, questionou os alunos e a jovem, que havia telefonado para a mãe, se manifestou.

De acordo com a professora, a garota acabou confessando que não havia pedido para ir ao banheiro. De qualquer forma, a professora informou aos policiais que é proibido na escola (por regimento interno) de os alunos irem ao banheiro na última aula, salvo por alguma recomendação médica.

Constrangida com a situação, ela foi à delegacia e acabou por fazer algumas denúncias.

Ela disse que alguns alunos têm atirado bolas de papel contra ela e ironias em sua aula, a desrespeitando. Ela esbravejou informando que a diretora não tem determinação e que não resolve casos de desrespeito contra ela na unidade escolar.

Ela disse que os atos de desrespeito estão ocorrendo em várias salas de aula, sem que a diretora tome providências. Ela falou que estão propagando comentários difamatórios contra ela, mas que ela não sabe quem são os autores.
A polícia deve ouvir em breve os envolvidos.

Educação

A Secretaria Estadual de Educação se manifestou por meio de nota: “A Diretoria Regional de Ensino de Jundiaí esclarece que a supervisora da escola tomou providências imediatas e continuará acompanhando o caso na escola. A unidade já incluiu o caso na Plataforma Conviva (Placon) e intensificou as rodas de conversa com os alunos para promover um ambiente escolar positivo, solidário, integrador e acolhedor por meio do desenvolvimento de habilidades relacionais que prezem pela resolução consensual de conflitos e pelo respeito às diferenças e à diversidade. A DE continua à disposição das partes envolvidas para esclarecer dúvidas a ajudar no que for necessário”.

 


Leia mais sobre |
Fábio Estevam
Link original: https://www.jj.com.br/policia/professora-acusa-alunos-e-diretora-de-assedio-moral-2/
Desenvolvido por CIJUN