Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Quatro são presos por compra de voto em Alagoas; um suspeito tinha R$ 5 mil na cueca

DA REDAÇÃO | 06/10/2018 | 21:15

A Divisão Especial de Investigação e Capturas (DEIC) da Polícia Civil de Alagoas prendeu, na noite de sexta-feira (5), em Marechal Deodoro, quatro pessoas pelo crime de compra de voto. Um dos suspeitos estava com estava R$ 5 mil escondidos dentro da cueca.

Eles foram identificados como Luiz Carlos Teles da Silva, 45 anos (advogado); Sandro Gomes de Melo, 26, que estava com o dinheiro na cueca; Valmir Francisco dos Santos, 55; e José Delano Silva dos Santos, 36 anos. Segundo a polícia, eles foram soltos após pagar fiança e vão responder em liberdade por crime eleitoral.

De acordo com os investigadores, os presos foram flagrados distribuindo dinheiro e santinhos do candidato a deputado estadual Ferreira Hora (PRTB), e o do candidato a deputado federal, Marx Beltrão (PSD). Ferreira Hora negou o crime eleitoral e disse que o dinheiro encontrado com o grupo era destinado ao pagamento de pessoas que estavam trabalhando na campanha eleitoral.

“Não há compra de voto eleitoral. O advogado preso neste caso é uma pessoa que foi candidato a vereador em Marechal que trabalha na campanha. A finalidade do dinheiro achado do ele, que é até mesmo uma quantia pouca, tinha como finalidade pagar as pessoas que estavam trabalhando na campanha distribuindo santinho. Quanto as cópias dos títulos de eleitor, isso deve ser alguma exigência da Justiça Eleitoral que pede que as pessoas que trabalham na campanha sejam cadastradas”, falou Ferreira Hora.

Foto: reprodução/internet

Foto: reprodução/internet


Link original: https://www.jj.com.br/policia/quatro-sao-presos-por-compra-de-voto-no-piaui-um-suspeito-tinha-r-5-mil-na-cueca/
Desenvolvido por CIJUN