Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Roubo de cargas na Região de Jundiaí chegam a 72 em cinco meses

GERALDO DIAS NETTO | 17/07/2018 | 20:14

Pelo menos 72 roubos de carga foram registrados pela polícia em Jundiaí e nos outros oito municípios da Região apenas nos cinco primeiros meses do ano. A quantidade é ligeiramente menor que a verificada no mesmo período do ano passado, que fechou com 78 boletins de ocorrência. Ações contra roubos de carga são uma constante das polícias Civil e Militar, que contam, frequentemente, com o auxílio das guardas municipais. A importância do combate às quadrilhas que agem em estradas fez com que a Polícia Federal (PF) deflagrasse, nesta terça-feira (17), uma megaoperação em seis estados, incluindo São Paulo. Ao todo, 176 mandados judiciais, incluindo 64 de prisão, foram expedidos pela 17ª Vara Criminal de Maceió, que os concedeu com base em investigações da PF iniciadas há cerca de um ano. Além de Alagoas e São Paulo, as ações se concentraram na Bahia, Rio de Janeiro, Pernambuco e Ceará. Mandados de busca e apreensão também foram cumpridos contra empresas. De acordo com a PF, elas estariam envolvidas na receptação das cargas roubadas, chegando o prejuízo causado pela organização criminosa a quase R$ 9 milhões.

CLIQUE AQUI E VEJA OUTRAS NOTÍCIAS NO PLANTÃO POLICIAL

Motoristas
Segundo a Polícia Federal, as investigações revelaram a participação de motoristas dos caminhões na organização, que tinha como alvo qualquer tipo de carga, incluindo de alimentos, têxteis e eletrônicos. Para tanto, era simulado o sequestro de tais caminhoneiros, dando tempo para que outros criminosos desativassem o rastreador dos utilitários e retirassem a carga. Em seguida, uma falsa comunicação de crime era feita à polícia. A PF explicou que as investigações tiveram início após uma prisão em flagrante por conta de um roubo de carga em Alagoas. Análise aprofundada do caso teria revelado não se tratar de um caso esporádico, mas de um esquema utilizado por uma quadrilha especializada, que teve, apenas nesta terça, 13 de seus integrantes presos em São Paulo, 12 na Bahia, quatro em Alagoas e dois no Rio de Janeiro. A PF deve realizar outras ações para tentar cumprir o restante dos mandados. De acordo com o titular da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Jundiaí, Luís Carlos Duarte, houve casos na Região em que motoristas simularam um roubo de carga, apesar de tal conduta criminosa não ser comum. Ele não soube informar números exatos sobre tais crimes, mas garantiu que, em todas as investigações, nunca é descartado o possível envolvimento de caminhoneiros com quadrilhas especializadas.

Números
Em Jundiaí, de janeiro a maio deste ano, 42 boletins de ocorrência de roubos de carga foram registrados pela polícia, contra 47 no mesmo período de 2017. Os números são da Secretaria de Segurança Pública (SSP) de São Paulo. Já Itatiba teve a segunda maior quantidade deste tipo de crime entre as cidades da Região analisadas, incluindo Várzea Paulista, Campo Limpo Paulista, Itupeva, Louveira, Jarinu, Cabreúva e Morungaba. Foram 11 roubos de carga nos cinco primeiros meses do ano em Itatiba, que teve em seu período de 2017 um total de 14 casos. Em Itupeva, por sua vez, nove casos foram anotados pela polícia até maio deste ano, contra apenas três no período de 2017. Morungaba e Cabreúva não tiveram registros de tal delito tanto em 2017 como neste ano, enquanto Louveira teve quatro casos e Jarinu, três entre janeiro e maio de 2018. A polícia de Campo Limpo Paulista registrou um boletim de ocorrência em fevereiro e outro em abril, e a de Várzea, apenas um caso, em janeiro.

ROUBO DE CARGA NA RODOVIA ANHANGUERA CAMINHOES


Leia mais sobre | |
Link original: https://www.jj.com.br/policia/roubo-de-cargas-na-regiao-de-jundiai-chegam-a-72-em-cinco-meses/
Desenvolvido por CIJUN