Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Sob forte esquema, DIG prende criminoso perigoso

Fábio Estevam | 24/10/2019 | 06:00

Policiais da Delegacia de Investigações Gerais de Jundiaí (DIG) prenderam no bairro Cecap, no início da manhã de ontem (23), um criminoso considerado perigoso, integrante da facção criminosa que comanda os presídios do estado de São Paulo. Ele estava sendo procurado pela justiça para cumprir 27 anos de prisão por latrocínio (roubo seguido de morte), em caso ocorrido em Jundiaí em julho de 2016, quando o dono de um açougue foi morto durante um assalto em sua casa.

A prisão aconteceu após denúncia anônima e informações do setor de investigações, de onde ele estaria escondido, num antigo apartamento pertencente a ele mesmo. Os investigadores da equipe Apolo IV, inclusive, fizeram campana para entrarem em ação no momento certo. Outras equipes apoiaram. Os policiais cercaram o bloco onde ele estava e assim que o abordaram, já mostraram todo o aparato do cerco, para coibir uma tentativa de fuga.

Os policiais tinham informação de que ele procurava se locomover de seu apartamento somente durante noite e madrugada, para evitar abordagens policiais, já que ele é bastante conhecido.

Após a prisão ele foi levado sob forte esquema de segurança até a DIG. Para evitar situações de resgate, tanto no transporte, quanto no Centro de Triagem de Campo Limpo Paulista, ele sequer passou por triagem. Assim que encerrada a ocorrência na delegacia ele foi levado diretamente para o CDP de Jundiaí, onde possivelmente seria colocado em uma ala especial para receber criminosos de alta periculosidade, sob as torres de vigia.

O caso
O preso J.P.S., de 42 anos, e mais quatro criminosos esperaram o comerciante deixar o açougue e o seguiram até sua casa. Eles o abordaram e teve início uma discussão. O comerciante, Rômulo Pecoraro, foi morto com um tiro.

O condenado já havia sido preso anteriormente, mas acabou solto. Ele, inclusive, tem passagens por roubos, tráfico de drogas e porte de drogas.

O delegado Carlos Eduardo Barbosa classificou a prisão como “duro golpe no crime organizado”, disse. “Tiramos uma pessoa perigosa das ruas, de uma facção criminosa”.

Dois dos integrantes da quadrilha estão presos e outros dois ainda foragidos. “Continuamos investigando para prender os outros dois. Temos informações de investigação e também continuamos recebendo denúncias”, finalizou.


Leia mais sobre | | | |
Link original: https://www.jj.com.br/policia/sob-forte-esquema-dig-prende-criminoso-perigoso/
Desenvolvido por CIJUN