Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Sogra e genro estão em estado grave após serem esfaqueados

Geraldo Dias Netto . gnetto@jj.com.br | 28/12/2017 | 10:33

[vc_row][vc_column][vc_column_text]Violência desmedida deixou duas pessoas em estado grave, vítimas de golpes de faca dados por um homem de 31 anos, hoje (27) de madrugada, na avenida Henrique Brunini, no bairro Fazenda Grande, em Jundiaí.

A polícia procura o autor do crime, que deve responder por tentativa de homicídio qualificado caso as vítimas sobrevivam. José Carlos Santos fugiu após o ataque a abandonou a faca usada no crime, que foi recolhida por peritos do Instituto de Criminalística (IC).

Santos é ex-companheiro de uma de suas vítimas, M.A.S.B., 34. Além dela, ele atingiu com diversos golpes o genro da moradora, um estudante de 20 anos, que estava no quarto com a namorada, filha de M.A., e tentou defender a sogra. Manchas de sangue foram encontradas por todo o apartamento. Já as vítimas, segundo a polícia, foram levadas ao hospital em estado gravíssimo, correndo riso de morte.

O ataque furioso foi testemunhado pela adolescente, que conversou com a polícia. Ela contou que, durante a madrugada, Santos bateu na porta e pediu para entrar, pois queria pagar valores relacionados à pensão alimentícia, provavelmente de uma criança de seis anos, filha do casal, que também estava no apartamento.

Segundo a jovem, que não é filha do agressor, ele entrou e foi até o quarto de sua mãe, onde teria pedido para se deitar com ela, o que foi negado pela moradora. Em determinado momento, gritos da mulher foram ouvidos, o que fez com que o namorado da testemunha chutasse a porta para entrar no quarto.

No cômodo, ao tentar defender a sogra, ele foi ferido com diversos golpes de faca, caindo enquanto tentava perseguir Santos, que fugiu, deixando para trás a ex, também ferida por facadas.

A jovem contou que o casal estava separado já há algum tempo, mas Santos insistia na volta do relacionamento, havendo até uma medida protetiva contra ele, que a desobedecia com frequência.

A polícia de toda a região tenta agora mandar o acusado para trás das grades. Informações sobre seu paradeiro podem ser passadas ao 190 (Polícia Militar), 153 (Guarda Municipal) ou 5º DP, que apura crimes praticados no Fazenda Grande. O número da unidade é o (11) 4582-2856. Não é preciso se identificar.[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]


Link original: https://www.jj.com.br/policia/sogra-e-genro-estao-em-estado-grave-apos-serem-esfaqueados/
Desenvolvido por CIJUN