Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Tio é suspeito de morte e estupro e polícia faz força-tarefa para prisão

| 21/06/2014 | 01:12

A Polícia da Região de Jundiaí está mobilizada para localizar e prender o responsável por matar, por espancamento, um menino de dois anos e estuprar a irmã dele, de 12, em um imóvel no bairro Trieste, em Jarinu, na última quinta-feira,19.

Tio das crianças, Tancredo Nakassu Junior, 33, é apontado pela polícia como autor dos crimes. Nesta sexta-feira,20, ele teve a prisão temporária requerida à Justiça e deve ser indiciado por homicídio qualificado e estupro de vulnerável, informou o delegado Matheus de Campos Pinheiro, titular de Jarinu.

A jovem violentada continua internada, em estado grave, no Hospital Universitário, em Jundiaí. Seu quadro de saúde não apresentou melhoras e ela segue na UTI da instituição médica. Já o menino morreu antes de chegar à Unidade Mista de Saúde de Jarinu, para onde foi levado pelo pai, que encontrou as crianças bastante feridas ao voltar do trabalho, por volta das 15h de quinta-feira,19.

A reportagem do Jornal de Jundiaí Regional acompanhou na região, nesta sexta-feira,20, as buscas da Polícia Civil ao autor dos crimes. No bairro Trieste, ouviu ainda moradores, que se mostraram revoltados com o ocorrido. Alguns deles prometeram até mesmo fazer justiça com as próprias mãos, caso venham a encontrar o acusado. 

Já na noite de quinta-feira,19, por determinação do tenente-coronel Henrique Neto, comandante do 49º Batalhão, foi montada uma grande operação em Jarinu. Por várias horas, equipes de Força Tática percorreram grande parte da cidade e vasculharam matagais. Em determinado momento, conseguiram contato com o acusado da morte, por telefone celular, ao se passarem por um amigo. Ouviram o interlocutor afirmar que estava em São Bernardo do Campo, apesar da informação que tinham de que ele estava em um raio de 20 km.

As crianças foram encontradas pelo pai. À polícia, uma vizinha informou que chegou a escutar choro do mais novo, uma vez que reside no imóvel da frente do mesmo terreno, indo perguntar se havia alguma coisa errada. Neste momento, ouviu uma voz masculina, semelhante a do acusado, dizendo que estava tudo bem.

Acusado – De acordo com relato do pai das crianças ao delegado Pinheiro, Tancredo Nakassu Junior é irmão de sua esposa e morou no Japão. Quando retornou, cerca de cinco anos atrás, viveu por dois meses em São Bernardo do Campo com a família do declarante, incluindo sua sobrinha, vítima da violência sexual e na época com sete anos. 

Após este tempo, a família mudou-se para Jarinu. O acusado continuou em São Bernardo e se envolveu com criminosos, tornando-se viciado em crack. Ali, cometeu vários delitos e foi preso algumas vezes. Saiu da cadeia em junho do ano passado e foi procurar o depoente para pedir ajuda, dizendo que queria “mudar” e “se tratar”. 

Para auxiliar o cunhado, continuou o pai das crianças, sua esposa e ele conseguiram internação em uma clínica, onde Junior permaneceu por oito meses. Visitaram em várias ocasiões o acusado, que dizia estar “curado”, e, em abril deste ano, permitiram-lhe voltar a morar com a família. 

O declarante comentou que, no período em que residiu no imóvel, Junior se mostrou uma pessoa violenta e mais de uma vez reclamou da sobrinha, afirmando que ela não fazia nada em casa. Durante o período, trabalhou como servente em uma obra na casa da tia, para onde se mudou três dias antes do crime.


Link original: https://www.jj.com.br/policia/tio-e-suspeito-de-morte-e-estupro-e-policia-faz-forca-tarefa-para-prisao/
Desenvolvido por CIJUN