Polícia

Traficante foge e abandona esposa para ser presa com mais de 6 kg de maconha


juliana 3
Crédito: Reprodução/Internet
Uma mulher de 22 anos foi presa por guardas municipais do Apoio Tático de Jundiaí no Jardim Buriti, em Várzea Paulista, depois que o marido, que é traficante, fugiu dos GMs e a abandonou com mais de 6 kg de drogas na noite desta quarta-feira (15). O criminoso, que acabou sendo indiciado mesmo sem estar presente na delegacia, chegou a conversar com a esposa por telefone quando ela estava detida no DP, dizendo que ela não poderia ser presa por algo que ela não fez. Mas ele não cumpriu com sua palavra. Os GMs Juliana, Relvy, Molero e Furlan estavam em patrulhamento pela rua Guilherme Augusto Baad, na Vila Esperança, próximo ao Centro Comunitário do bairro, quando avistaram um veículo suspeito e decidiram abordá-lo. O motorista percebeu que seria enquadrado e iniciou fuga deixando o bairro e indo no sentido Várzea Paulista. A perseguição durou cerca de 5 minutos e terminou quando o suspeito acessou uma rua do Jardim Buriti e entrou com o carro em um terreno com mais quatro casas. Ele desceu do carro e correu para o fundo das casas. Os GM chegaram e desembarcaram da viatura iniciando incursão a pé pelo terreno e também nos fundos da residência. Os GMs Lima e Volpiani chegaram no apoio e também foram atrás do criminoso, que conseguiu fugir (logo em seguida também chegaram no apoio o GM Jonas e o subinspetor Carobelli). Enquanto faziam uma varredura os GMs sentiram forte cheiro de maconha que vinha de uma das casas e conseguiram visualizar no interior, pela porta que estava entreaberta, grande quantidade de entorpecentes já prontos para a comercialização (1252 porções, que totalizaram 6 kg). A mulher, que é esposa do traficante que fugiu e que estava ao lado de fora conversando com uma vizinha, disse que não é envolvida com o crime e que inclusive não está morando no local, porque está se separando do marido por ele ser envolvido com o tráfico. Mas acabou presa em flagrante por tráfico. Na casa os guardas também localizaram 134 frascos de lança-perfume, celulares e cadernos com anotações da movimentação do tráfico de drogas. no carro também havia mais de 100 porções de maconha. A perícia foi chamada para o local, enquanto a esposa do criminoso foi conduzida ao DP de Várzea, para onde também foram dois advogados para defendê-la. Na delegacia os advogados fizeram contato com familiares do traficante, que estava perto e pegou o celular, iniciando conversa para se entregar. A esposa disse a ele, por telefone: “Você sabe que eu não tenho nada com isso e não é justo que eu seja presa”. Ele, por sua vez, respondeu. “Eu vou até aí para me entregar, você não vai pagar por isso”. Mas ele não foi. Ela foi autuada em flagrante e conduzida à Cadeia Pública de Itupeva.

Notícias relevantes: