Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Treino mostrou dificuldades de PMs em conflitos

| 13/06/2014 | 01:01

Ao fornecer a jornalistas equipamentos utilizados no controle de distúrbios, como uma espingarda calibre 12, municiada com balas de borracha, a PM demonstrou, na prática, algumas das dificuldades encontradas por policiais durante confrontos que requerem o uso de força para o controle de manifestações.

A reportagem do Jornal de Jundiaí Regional pôde disparar em alvos em frente a um barranco simulando manifestantes que devem ser atingidos, e o cuidado para não acertar  os profissionais que registram o acontecimento. Com um oficial supervisionando a segurança do treinamento, disparos foram dados em posição parada e em movimento.

Poucos foram os acertos em ambas as situações, principalmente em deslocamento. A dificuldade ocorreu em razão não apenas da falta de prática, mas do uso de um capacete com viseira, que dificulta a identificação dos alvos, além da variação da trajetória da munição de borracha, cujo peso provoca uma oscilação do cano da arma, explicou o capitão Martinelli.

Aliado a tudo isso, é preciso ainda considerar que, durante o controle dos distúrbios, policiais agem em meio a gás lacrimogêneo, que provoca forte ardência em olhos, nariz e boca. “Vocês viram a dificuldade de se fazer esse disparo em deslocamento; e também a identificação fica muito difícil com uso equipamento de proteção como o capacete com viseira. Para complicar, grande parte das manifestações hoje em dia é feita à noite”, finalizou Martinelli.


Link original: https://www.jj.com.br/policia/treino-mostrou-dificuldades-de-pms-em-conflitos/
Desenvolvido por CIJUN