Política

Líder do MBL é denunciado


O Ministério Público de São Paulo denunciou um dos líderes do MBL (Movimento Brasil Livre) e um empresário acusado de ligação com o grupo, além de nomes ligados à Fipe e à Imprensa Oficial de SP por tráfico de influência, fraude em licitação, lavagem de dinheiro e corrupção.

A denúncia, datada de quinta-feira (22), afirma que Alessander Mônaco Ferreira, coligado ao MBL, segundo o MP, teria fechado contrato milionário com a Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas) sem licitação. O grupo nega que o acusado integre ou tenha feito parte do movimento.

Segundo a Promotoria, Ferreira, dono de uma consultoria, teria usado a influência política do coordenador nacional do MBL, Renan dos Santos, para ser contratado em cargo comissionado, sem concurso público, por Nourival Pantano Junior, então presidente da Imprensa Oficial de São Paulo e hoje presidente da FDE (Fundação para o Desenvolvimento da Educação).

Na Imesp, afirma o documento, Alessander Mônaco Ferreira fez doações ao MBL no valor equivalente a seu salário no cargo público, "como forma de retribuir o 'favor' correspondente àquela contratação na Imesp". Ele também é acusado de articular fraudes em licitações e contratações de empresas através de dispensa e inexigibilidade de licitações. (FP)


Notícias relevantes: