Política

Tudo o que você precisa saber na hora de votar

JUNDIAÍ As eleições deste ano seguirão normas e recomendações inéditas por conta da pandemia


DIVULGAÇÃO
GRAFICOS ELEIÇÃO
Crédito: DIVULGAÇÃO

O primeiro turno das eleições municipais de 2020 acontecem amanhã, dia 15 de novembro. Em virtude da pandemia da covid-19, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) determinou algumas novas regras para os locais de votação. As principais são a mudança no horário, com abertura das sessões às 7h (uma hora antes do tradicional) e a obrigatoriedade do uso de máscara dentro dos locais de votação. As três primeiras horas, das 7h às 10h serão destinadas à votação prioritária para os idosos, por medidas de segurança e prevenção à covid-19.

Para as eleições deste ano, o eleitor votará para vereador e prefeito. Nos municípios com mais de 200 mil habitantes pode haver segundo turno caso nenhum dos candidatos à prefeitura ultrapasse os 50% dos votos válidos. Outra novidade é o sistema de justificativa. Foi lançado um aplicativo, o e-Título, para que aqueles que não puderem comparecem à cabine de votação justifique sua ausência de maneira digital e sem sair de casa.

O requerimento pode ser feito pelo e-Título ou pelo Sistema Justifica, disponível no Portal do TSE na internet. É possível anexar ao formulário do requerimento um documento que comprove o impedimento de comparecer no dia da eleição, como um atestado médico ou um comprovante de viagem. Para evitar aglomerações, a Justiça Eleitoral orienta que, preferencialmente, a justificativa seja feita por meio da internet.

No dia da votação, é preciso levar apenas um documento oficial como carteira de identidade, passaporte, carteira de categoria profissional reconhecida por lei, certificado de reservista, carteira de trabalho ou carteira nacional de habilitação. Os eleitores que quiserem podem levar sua própria caneta na hora de assinar, para evitar o contato entre objetos. Mas essa é apenas uma recomendação do Tribunal Eleitoral Superior (TSE), não uma obrigatoriedade. Haverá canetas higienizadas no local para quem não levar.

Por questões sanitárias, o TSE também decidiu não realizar a identificação biométrica.

 


Galeria de Fotos


Notícias relevantes: