Política

Doria demonstra apoio a Covas; veja mais no Pela Ordem


Antonio Augusto/Ascom/TSE
TSE - Tribunal Superior Eleitoral Urna eletrônica
Crédito: Antonio Augusto/Ascom/TSE

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), demonstrou ontem (12) seu apoio à candidatura do atual prefeito da capital, Bruno Covas (PSDB), citando pela primeira vez o slogan de campanha de Covas. A citação do slogan "Força, foco e fé" acontece a três dias das eleições municipais, que serão realizadas no domingo (15). Covas é acusado de não querer atrelar sua imagem diretamente à de Doria.

 

Bolsonaro tem 50% de rejeição

A avaliação do presidente Jair Bolsonaro em São Paulo e Rio de Janeiro piorou. De acordo com a última pesquisa do Datafolha, no estado de São Paulo, a rejeição, que antes era de 48%, agora chega a 50%. A aprovação também caiu de 25% para 23%, com avaliação regular estável, de 27% a 26%. Bolsonaro é melhor avaliado entre as pessoas mais velhas, e tem maior rejeição entre os jovens.

Anotação é prova contra Flávio

Uma anotação apreendida com um corretor de imóveis foi apresentada pelo Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) como uma nova prova de que o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), filho mais velho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), usou dinheiro desviado do salário de assessores para comprar dois apartamentos em Copacabana, zona sul do Rio, em 2012.

Russomanno cita perseguição

Candidato a prefeito de São Paulo, o apresentador Celso Russomanno (Republicanos) mostrou irritação com as perguntas da imprensa sobre sua queda nas pesquisas de intenção de voto. Questionado sobre a relação entre sua queda no Datafolha e o apoio recebido do presidente Jair Bolsonaro, Russomanno afirmou ser perseguido pela imprensa. "Vocês perseguem o presidente Bolsonaro e estão me perseguindo", afirmou.

Simulador de urna eletrônica

Para o eleitor que quiser "treinar" antes do pleito, o TSE colocou na internet o simulador de votação. Quem tiver deficiência visual pode usar a audiodescrição, como numa urna eletrônica real. Em anos anteriores, os eleitores podiam treinar para o pleito em urnas eletrônicas de teste, que eram instaladas em locais de grande circulação. Desta vez, por causa da pandemia, o tribunal fez uma série de mudanças.

'Voto útil' incomoda PT

A investida de Guilherme Boulos (PSOL) pelo voto útil dos eleitores de Jilmar Tatto (PT) na reta final da disputa pela Prefeitura de São Paulo incomoda o Partido dos Trabalhadores da capital e ameaça o apoio do partido ao líder do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto) em um eventual segundo turno. Boulos procurou o PT para pedir apoio de Tatto ainda no primeiro turno.


Notícias relevantes: