Política

Congresso americano é invadido


O Capitólio dos Estados Unidos foi invadido nesta quarta-feira (6) por manifestantes que apoiam o presidente Donald Trump e rejeitam a vitória de Joe Biden na eleição presidencial. O Congresso americano, que certificaria os votos do Colégio Eleitoral nesta tarde, entrou em recesso inesperadamente. A sessão foi cancelada.

O vice-presidente Mike Pence, que presidia o evento, foi retirado. O plenário da Casa foi desocupado e os parlamentares receberam máscaras de gás para deixarem o prédio. Momentos antes, manifestantes teriam sido ouvidos batendo nas portas no andar da Câmara.

A capital americana decretou um toque de recolher a partir das 18h. Policiais federais e locais estão respondendo a chamados de possíveis bombas no Distrito de Columbia. Ainda não é claro se esses dispositivos são reais, mas estão sendo tratados como se fossem.

Uma mulher, de identidade ainda desconhecida, levou um tiro na tarde durante os protestos em frente ao Congresso americano. Ela está em estado crítico. Os manifestantes se recusam a aceitar o resultado da eleição e conseguiram furar a segurança do prédio e escalar uma estrutura montada para a posse de Joe Biden.

Eles lutaram com policiais em traje de choque completo, alguns chamando os oficiais de "traidores" por fazerem seu trabalho. Centenas de agentes da polícia foram mobilizados desde a noite de terça (5). (Das agências)


Notícias relevantes: