Política

Câmara de Jundiaí recebe visita e mais no Pela Ordem


DIVULGAÇÃO
A penúltima sessão da Câmara de Jundiaí antes do recesso do fim de ano teve pauta bastante extensa
Crédito: DIVULGAÇÃO

O presidente da Câmara de Itupeva, Edicarlos Candiani Luna, esteve visitando a Câmara de Jundiaí para uma conversa e troca de experiências com os vereadores. O vereador de Itupeva aproveitou ainda a visita para conhecer o sistema eletrônico de votação desenvolvido pela Câmara de Jundiaí, pois tem interesse em implementar um processo semelhante em sua cidade ainda este ano.

 

Debates sobre a Lei do Silêncio

A Lei do Silêncio foi debatida nesta semana em reunião na Câmara de Itupeva. Os vereadores da cidade apresentaram ideias, tiraram dúvidas e debateram possíveis aprimoramentos, abordando o tema de diversos ângulos, não apenas pela perturbação sonora em estabelecimentos comerciais e residências, como também com veículos com som alto ou mesmo o ruído de escapamento de motos.

'O povo não tem medo do perigo'

O presidente Jair Bolsonaro voltou a criticar medidas de isolamento social adotadas por prefeitos e governadores para evitar a disseminação do novo coronavírus. "A política de fechar tudo e ficar em casa não deu certo. O povo brasileiro é forte, povo brasileiro não tem medo do perigo. Sabemos quem são os vulneráveis, que são os idosos e os que têm comorbidades. O resto tem que trabalhar", afirmou.

Brasil será 'fundamental'

A porta-voz da Casa Branca, Jen Psaki, afirmou ontem (28) que o Brasil será "um parceiro fundamental" no combate à crise climática, mas evitou responder questões sobre possíveis represálias ao país por causa do desmatamento na Amazônia. Durante uma coletiva de imprensa, a assessora do presidente americano Joe Biden reforçou que a questão ambiental será prioridade para o novo governo.

Adversários já admitem derrota

Deputados federais aliados ao candidato à presidência da Câmara, Baleia Rossi (MDB-SP), passaram a admitir nos bastidores que seu adversário, o líder do centrão na Câmara, Arthur Lira (PP-AL), deve sair vitorioso na eleição da Casa, marcada para o dia 1º de fevereiro. A admissão foi feita por políticos que há três semanas estavam empolgadíssimos com a candidatura do emedebista.

Impeachment fora da pauta

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), diz que não vai dar aval à sequência de um projeto de impeachment contra o presidente Jair Bolsonaro. Questionado se haverá andamento no processo de afastamento do presidente, respondeu por WhatsApp: "Não". Maia tem o poder de decidir, de forma monocrática, se há elementos jurídicos para dar sequência ao pedido.


Notícias relevantes: