Política

Bolsonaro faz apelo a caminhoneiros

O presidente afirmou que a redução da PIS/Cofins do diesel traria um impacto bilionário para os cofres públicos


DIVULGAÇÃO
A redução da PIS/Cofins do óleo diesel traria um impacto bilionário
Crédito: DIVULGAÇÃO

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) fez um novo apelo ontem (30) para que os caminhoneiros não façam uma paralisação nesta segunda (1º).

Ele afirmou ainda que a redução da PIS/Cofins do óleo diesel traria um impacto bilionário para os cofres públicos e que, para adotar essa medida, o governo precisa indicar de onde viria a compensação pela perda dos recursos.

"A gente apela para os caminhoneiros, eles realmente são o sangue que leva o progresso, todo o movimento dentro do Brasil. Não é eu que vou perder, o Brasil vai perder. Os senhores também vão perder", disse o presidente durante passeio de moto por Brasília.

O preço do combustível é um dos pontos que têm gerado insatisfação na categoria, agravado pelo reajuste de 4,4% do óleo diesel nas refinarias anunciado pela Petrobras nesta semana.

"Vocês têm razão nas reivindicações, no passado houve muita gente comprando caminhões, por planos de governos anteriores. Há um excesso de caminhões na praça. Isso ajuda a diminuir o valor do frete, o que não é bom", disse Bolsonaro.

O presidente afirmou ainda que não quer prometer o paraíso e que todos no Brasil estão "numa situação bastante complicada". (FP)

 


Notícias relevantes: