Política

Câmara apresenta propostas


A Câmara de Jundiaí iniciou ontem (4) uma série de vídeos com os vereadores da Casa para apresentar as propostas e as bandeiras que cada um irá defender nos próximos quatro anos. Os primeiros a se apresentarem foram o presidente Faouaz Taha (PSDB), o estreante Madson Henrique (PSC) e os experientes Rogério Ricardo (DEM) e Romildo Antonio (PL). Os vídeos se encontram disponíveis no Facebook e no YouTube.

Retomada da UPA Vl. Progresso

A Prefeitura de Jundiaí realizou ontem (4) uma vistoria à obra da UPA Vila Progresso, paralisada desde 2016 e que deverá ser retomada ainda neste ano. O local passará a ser um ambulatório de especialidades e irá realocar os serviços hoje oferecidos no Núcleo Integrado de Saúde (NIS), no Ambulatório de Geriatria e no Núcleo de Assistência à Pessoa com Deficiência (NAPD). No piso térreo, será instalado um PA.

Moro tenta reverter decisão

O ex-juiz e ex-ministro Sergio Moro acionou o Supremo Tribunal Federal para tentar derrubar a decisão do ministro Ricardo Lewandowski que autorizou acesso da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva às mensagens apreendidas pela operação Spoofing. A operação prendeu hackers que invadiram celulares de autoridades, entre as quais Moro e integrantes da força-tarefa da Operação Lava Jato.

Bolsonaro critica radares

O presidente Jair Bolsonaro disse ontem (4) que conversará novamente com o ministro Tarcísio de Freitas (Infraestrutura) para zerar os radares em rodovias federais. "É um assunto que vou levar o Tarcísio de novo para conversar numa live", afirmou. "Era uma festa no Brasil. Tínhamos mais de 8 mil pontos [de radares], conseguimos passar para 2 mil. Eu quero zerar isso daí, porque não deu certo".

TSE rejeita cassar Alcolumbre

O Tribunal Superior Eleitoral rejeitou um recurso do Ministério Público Eleitoral que pedia a cassação do mandato do senador Davi Alcolumbre (DEM-AP), que era presidente da Casa até semana passada. Prevaleceu o voto do relator, ministro Edson Fachin. Ele afirmou que o MP comprovou a existência de irregularidades na campanha de Alcolumbre em 2014, mas que não há gravidade suficiente.

Pazuello presta depoimento

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, começou a prestar depoimento no início da tarde desta quinta-feira (4) à Polícia Federal, em Brasília, no inquérito que investiga a conduta dele em relação à crise sanitária no Amazonas. O inquérito foi aberto por determinação do ministro Ricardo Lewandowski, do STF, que atendeu a um pedido da Procuradoria-Geral da República.


Notícias relevantes: