Política

Huck espera Moro para se decidir


A análise que o grupo mais próximo de Huck faz hoje sobre o cenário de 2022 inclui a previsão de que Bolsonaro irá romper o próximo ano mais fraco do que se encontra agora. E que um enfrentamento com um candidato do PT no segundo turno está longe de ser uma certeza. A análise da equipe é que, para ter chances, é preciso ter certeza de que um nome não estará no páreo, o de Sergio Moro.


Notícias relevantes: