Política

Relatório sobre rojões


Presidente da Câmara de Jundiaí, o vereador Faouaz Taha (PSDB) entregou, no início da semana, à gestora de Segurança Pública Carla Basson e à Guarda Municipal de Jundiaí o relatório das denúncias feitas em mapeamento on-line da campanha 'Festa Legal Não Tem Rojão'. Foram registradas mais de 500 reclamações em diversos bairros da cidade, de soltura de fogos com estampido e de barulho de escapamento de motos.

Lira sai em defesa de Bolsonaro

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), disse nesta segunda-feira (15) avaliar que o presidente Jair Bolsonaro não invadiu competência do Legislativo ao editar decretos no final de semana que flexibilizam o uso e a compra de armas de fogo no país. A posição de Lira contraria a declaração do vice-presidente da Câmara, Marcelo Ramos (PL-AM). Ambos são aliados do Planalto.

Doria internado para exames

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), foi internado na manhã de ontem (15) no Hospital Israelita Albert Einstein, na capital paulista. Em boletim médico, a instituição disse que o político está no hospital para a "realização de exames laboratoriais, endoscópicos e de imagem". Segundo a assessoria do governo, ele ficará no hospital até hoje (16) para realização de exames de rotina que já estavam agendados.

PT e PSB querem Luiza Trajano

De olho nas eleições de 2022, um nome que estaria sendo cortejado nos bastidores da política é o da empresária Luiza Trajano, presidente da Magalu. O prefeito do Recife, João Campos (PSB), tenta trazê-la para o partido. Já no PT, a proposta deixou os bastidores e foi mais explícita. O partido pode apostar na empresária como opção de vice na chapa presidencial de Fernando Haddad.

Fachin reage a Villas Bôas

O ministro Edson Fachin, do STF, afirmou ontem (15) ser "intolerável e inaceitável qualquer tipo de pressão injurídica sobre o Poder Judiciário". A declaração é uma resposta à revelação de que a cúpula do Exército, então comandado pelo general Eduardo Villas Bôas, articulou um tuíte de alerta à corte antes do julgamento de um habeas corpus que poderia beneficiar o ex-presidente Lula.

Bolsonaro quer testar spray

O spray nasal EXO-CD24, originalmente desenvolvido para combater câncer de ovário, deverá ser testado no Brasil contra a covid-19, segundo anunciou o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em sua rede social nesta segunda-feira (15). Mais tarde, em São Francisco do Sul (SC), o presidente afirmou que deve enviar uma equipe a Israel para tratar do spray e negociar sua adoção no Brasil.


Notícias relevantes: