Política

100% das doses distribuídas


A AGU (Advocacia-Geral da União) informou ao STF (Supremo Tribunal Federal) que o governo federal distribuiu doses da vacina contra a covid-19 para todos os idosos com 90 anos ou mais de idade. Isto não significa que todos eles -901,7 mil pessoas, segundo o PNI (Programa Nacional de Imunização) - já tenham sido vacinados.

O documento da AGU, assinado pelo advogado-geral da União, José Levi Mello Júnior, omite a quantidade de doses enviadas a populações indígenas que vivem em territórios indígenas, homologados ou não. Estas populações integram os primeiros grupos prioritários definidos pelo PNI.

Dados do Ministério da Saúde, disponíveis numa plataforma chamada Localiza SUS, apontam que 190,4 mil indígenas foram vacinados. Isto representa 46% dos 413,7 mil indígenas vivendo em territórios demarcados ou não e que deveriam ser vacinados nessa primeira etapa.

Os outros grupos prioritários são idosos com mais de 60 anos em abrigos, para os quais também já houve distribuição de 100% das doses, segundo a AGU; pessoas com deficiências em abrigos, também com envio de 100% dos imunizantes previstos; e trabalhadores da área de saúde, cuja cobertura com imunizantes chega a 73%.

Até agora, conforme os registros do Localiza SUS, foram vacinados 141,8 mil idosos em abrigos. As vacinas distribuídas contemplam 156,8 mil pessoas. (FP)


Notícias relevantes: