Política

PEC emergencial é adiada


Após a reação por conta da proposta de desvinculação dos mínimos constitucionais (pisos) para saúde e educação, líderes partidários decidiram na manhã desta quinta-feira (25) adiar a votação da PEC (Proposta de Emenda Constitucional) Emergencial. O adiamento foi confirmado pelo líder da minoria, senador Jean Paul Prates (PT-RN), que participou da reunião virtual de líderes do Senado.


Notícias relevantes: