Política

Câmara analisa dois vetos e vota moção em conjunto com a Região

A sessão ordinária acontece hoje (2), às 9h, na Câmara de Jundiaí


DIVULGAÇÃO
A Câmara de Jundiaí realiza hoje (2) mais uma sessão ordinária, às 9h
Crédito: DIVULGAÇÃO

Na sessão ordinária que acontece hoje (2), às 9h, na Câmara de Jundiaí, serão discutidos dois vetos do prefeito Luiz Fernando Machado (PSDB). O primeiro deles veta totalmente o projeto de lei de autoria do vereador Arnaldo da Farmácia (DEM) que prevê sanção pelo descumprimento dos limites de emissão de gases poluentes por veículos automotores movidos à queima de combustível fóssil.

O segundo se refere ao texto do vereador Valdeci Vilar Matheus (PTB), que regula a realização de feiras e eventos comerciais temporários, para vedar, em próprios públicos municipais, feiras e eventos patrocinados ou apoiados por empresa produtora, distribuidora, importadora ou representante de bebidas alcoólicas ou de cigarros. Ambos os projetos foram aprovados ainda no ano de 2020 e os dois parlamentares não fazem mais parte do Legislativo municipal.

Também será votado o projeto de lei que prevê a ampla divulgação dos gastos com publicidade pela administração pública. O texto, de autoria de vereador Adílson Junior (PP), obriga que todo órgão ou entidade pública, direta ou indiretamente, divulgará, em casa peça publicitária produzida, seja ela impressa, televisiva, no rádio ou on-line, o custo total de sua divulgação.

Moção em conjunto

Ainda nesta terça-feira (2), vereadores das Câmaras de Jundiaí, Várzea Paulista e Campo Limpo Paulista irão votar simultaneamente uma moção de autoria de todo o colegiado de cada Casa em apelo ao governo do estado de São Paulo pela urgente manutenção, revitalização e realização de obras na Marginal do Rio Jundiaí.

Assim que aprovados, os documentos serão enviados ao Palácio dos Bandeirantes e às autoridades responsáveis. A iniciativa é uma das primeiras ações de movimento feito pelos sete presidentes das Câmaras do Aglomerado Urbano de Jundiaí (AUJ) para cobrar soluções a problemas que não dependem dos municípios isoladamente.

 


Notícias relevantes: